Fique por dentro

Fique por dentro - 05 out 2018

Diretoria de Identidade Institucional lança Programa Lampedusa: imigrantes, refugiados e apátridas

De modo a afirmar seu compromisso com os nossos irmãos que em virtude de tantas adversidades deixaram seus países e familiares em busca de novas oportunidades de vida e atendendo um pedido do Papa Francisco – o enfrentamento a globalização da indiferença– a Diretoria de Identidade Institucional da PUCPR propõe o Programa Lampedusa.

O Programa nasce como resposta a esse chamado com o propósito de articular de forma interinstitucional a atuação com a população em situação de migração e refúgio pautado em quatro eixos metodológicos: acolher, proteger, promover e integrar. Para a efetivação do Programa Lampedusa contamos com o apoio e a parceria de diferentes setores e cursos da PUCPR: PUC IDIOMAS, Curso de Letras, Clínica de Direitos Humanos (Escola de Direito), Curso de Gastronomia, Curso de Engenharia da Produção, Núcleo de Direitos Humanos (NDH), Projeto Comunitário (PC), Liga da Saúde, Pastoral da Universidade, Biblioteca, Curso de Enfermagem, DDHO, Mestrado em Bioética, Mestrado em Direitos Humanos e Escola de Comunicação e Artes – BUREAU de Relações Públicas. E também com uma rede de parcerias externas: Cáritas, Centro de Atendimento ao Migrante (CEMIG), Colégio e Faculdade Bagozzi, Colégio Bom Jesus Lourdes, Escola GAIA, Colégio Marista Santa Maria, Congregação das Irmãs Vicentinas, FAE, UTFPR, UNINTER, Associação Missionária Para o Mundo (AMIM), Agência do Trabalhador, FTD e Secretaria de Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (SEJU).

As ações do Programa Lampedusa ocorrem por meio dos seguintes projetos: Língua Portuguesa para Imigrantes e Refugiados na PUCPR (PUC IDIOMAS, NDH e curso de Letras) e se estendem também para Pinhais e São José dos Pinhais com instituições parceiras locais, Informática (PC), Projeto O SABOR É SEU (curso de Gastronomia PUCPR), Atendimento e Orientação jurídica- Clínica de Direitos Humanos, grupo de estudos sobre migrações e vulnerabilidades e parceria com a Agência do Trabalhador (Curitiba).

A PUCPR, atenta aos sinais emergenciais do movimento migratório, também está à frente da acolhida dos venezuelanos na parceria com a Cáritas Brasileira – Regional Paraná, a Organização Internacional de Migração (OIM) e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). Essa foi a 10ª operação do projeto de interiorização dos venezuelanos pelo Governo Federal. No Paraná, temos um grupo de 60 venezuelanos na cidade de Goioerê e desde dia 30.09, acolhemos em Curitiba um grupo de 90 imigrantes vindos de Roraima que estão abrigados na Casa Dom Oscar Romero. O Programa Lampedusa está com duas frentes de atuação nesta casa: curso de Língua Portuguesa Intensivo e o Trabalho Voluntariado.

Para mais informações entre em contato pelo email cristiane.arns@pucpr.br.