Centro de Memória PUCPR

No ano 2000, o Reitor Clemente Ivo Juliatto criou o Memorial da PUCPR, vinculado à Pró-Reitoria Comunitária e de Extensão, com o objetivo de constituir acervo documental, iconográfico e de objetos, que testemunhassem a história da Universidade. Nesse período, de 2000 a 2005, foram realizadas exposições, recolhidos documentos, fotografias e materiais tridimensionais. Pretendia-se que este espaço de memória fosse aberto para a pesquisa e para o desenvolvimento das Ciências Humanas e Sociais. Passou por um período de inatividade e voltou a funcionar com o nome de Centro de Memória da PUCPR (CEME). Foi criado oficialmente em 30 de março de 2010, pela Resolução n.º 32/2010 do Conselho Universitário. Com objetivos semelhantes, destina-se à preservação, organização e divulgação da memória institucional da Universidade.

Histórico da PUCPR

O Arcebispo Metropolitano D. Manuel da Silveira D´Elboux, desde a sua chegada em Curitiba, em 1950, se empenhou na criação de uma Universidade Católica. Nesta perspectiva, no dia 31 de dezembro de 1950, fundou a Sociedade Paranaense de Cultura cuja finalidade era a de manter a futura universidade e de congregar, criar e manter instituições de ensino superior que, ao seu tempo, haveriam de integrar a Universidade Católica. Nessa época já funcionavam a Escola de Serviço Social (1944) e a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Curitiba (1950).

 

Dom Manuel estimulou a fundação da Escola de Enfermagem Madre Léoni, em 1953, a Faculdade Católica de Direito e a Faculdade de Ciências Médicas, em 1956, e a Faculdade de Ciências Econômicas, em 1959, respeitando os dispositivos que permitiam a existência de uma Universidade pelo agrupamento de faculdades. Na sua origem, a Universidade Católica integrou essas instituições, além do Círculo de Estudos Bandeirantes, fundado em 1929.

Foi em 14 de março de 1959, na sessão do Conselho Diretor da Sociedade Paranaense de Cultura, presidida por D. Manuel, que se efetivou a criação da Universidade Católica do Paraná, quando foi assinado o termo de fundação, estando presentes o Núncio Apostólico Dom Armando Lombardi, o Ministro da Educação, Pedro Calmon e o Governador do Estado do Paraná, Moysés Lupion.

A Universidade foi reconhecida e o seu Estatuto aprovado pelo Decreto Federal n.º 48.232, de 17 de março de 1960. Devido à dificuldade de administrar unidades localizadas em diferentes pontos da cidade, foi dado início à implantação do Câmpus Universitário. No dia 25 de março de 1969, foi lançada a pedra fundamental da primeira edificação, sendo inaugurados, em 24 de setembro de 1971, os prédios da Reitoria, Biblioteca e Direito, no Prado Velho, com a entronização da réplica da Cruz Cabralina pelo Arcebispo de Braga (Portugal), D. Francisco Maria da Silva.

Em 12 de outubro de 1971, na reunião do Conselho Diretor da Sociedade Paranaense de Cultura, Dom Pedro Fedalto, Arcebispo de Curitiba, ofereceu aos Irmãos Maristas a direção da Universidade. Após um período de reflexão, os Maristas aceitaram a tarefa, movidos pelo zelo de cooperar com a Igreja local, em benefício da sociedade. Em 31 de dezembro de 1973, D. Pedro Fedalto dá posse ao Ir. Cláudio Girardi, Provincial dos Irmãos Maristas, no cargo de Presidente da Sociedade Paranaense de Cultura, Mantenedora da UCP.

 

A implantação da Reforma Universitária, em 1974, determinou a extinção das antigas Escolas e Faculdades, sendo criados os quatro grandes Centros Universitários que congregam os diferentes cursos da Instituição e os respectivos Departamentos. Eram eles: Centro de Teologia e Ciências Humanas – CTCH; Centro de Ciências Jurídicas e Sociais – CCJS; Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia – CCET; Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, CCBS.

Em 1974, a UCP completou 15 anos de fundação. A partir de 1974, a Universidade Católica do Paraná já tem o seu novo Estatuto, elaborado segundo as diretrizes da Reforma, e aprovado pelo Conselho Federal de Educação.

De acordo com o plano de expansão física do Câmpus Universitário, foram inaugurados os prédios do Centro de Teologia e Ciências Humanas, em 1976; do Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia, em 1979, do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, em 1983, da Administração Central, em 1988. O reconhecimento pela Santa Sé do trabalho desenvolvido pela Instituição, levou a Sacra Congregatio Pro Institutione Catholica de Roma a conceder-lhe o título de Pontifícia, no dia 8 de novembro de 1985.

Em 1991, a PUCPR ampliou seu raio de ação até o Município de São José dos Pinhais, com a criação do então Câmpus II, localizado no Km 14 da BR 376, utilizando as instalações do antigo Seminário dos Sagrados Corações. Mais tarde passou a se chamar Câmpus São José dos Pinhais. Em continuidade ao processo de expansão, em 2002, a PUCPR fundou o Câmpus Londrina; em 2003, o Câmpus Toledo e, em 2004, o Câmpus Maringá.

Reitores ao longo do tempo: Dom Jerônimo Mazzarotto (1960 a 1974); Prof. Osvaldo Arns (1974 a 1986); Prof. Euro Brandão, (1986 a 1997); Ir. Clemente Ivo Juliatto (1998 a 2013); Prof. Waldemiro Gremski (a partir de 2014).

O acervo do Centro de Memória da PUCPR é formado por fotografias, obras de arte, objetos tridimensionais, documentos em papel, entre outros, e convencionou-se chamá-los de “documentos”, pois todos têm algum conteúdo e podem ser trabalhados por meio da história. O CEME abre espaço para que todos possam enviar materiais que julguem ser de interesse para a memória ou para a história da Universidade. Ao enviar áudio, imagem, texto ou outro tipo de arquivo, deve-se também mandar dados da pessoa que está colaborando com o acervo do CEME-PUCPR, como nome completo, qual a ligação com a Universidade e por quanto tempo atuou na Instituição. Também é importante enviar o máximo de informações possíveis sobre o material doado. Após o envio do material, se dará um processo de intenção de doação e que, caso aceito, o material fará parte do acervo do Centro de Memória da PUCPR. Caso queira fazer a doação por meios físicos e não digitais, entre em contato conosco.

Alguns exemplos de documentos do acervo:

• Livros ata das antigas Faculdades que em 1959 formaram a Universidade Católica do Paraná (Escola de Enfermagem Madre Léoni, Faculdade de Serviço Social, Faculdade Católica de Filosofia, Ciências e Letras de Curitiba, entre outros);

• Documentos oficiais de todas as gestões da Reitoria da Universidade, fotografias de inaugurações, descerramento de placas, antigas instalações e atividades da PUCPR;

• Relatórios de gestão de diversos setores da Universidade;

• Publicações da Universidade: jornais, livros, relatórios diversos, entre outros;

• Relatos de professores, funcionários, estudantes e outras pessoas que fizeram parte da PUCPR de alguma forma, assim como todos aqueles que hoje realizam suas atividades acadêmicas/profissionais na Universidade.

O que pode ser doado ao CEME

Iconografia: fotografias de professores que exerceram o magistério na Universidade, alumni, estudantes e professores em atividade acadêmica, eventos, personalidades, formaturas, entre outros.

Audiovisual: DVDs ou CDs com gravações de eventos científicos, culturais, depoimentos, solenidades ocorridas na Universidade, entre outros. Documentos: cartas, livros, diplomas, anotações, fichas de aula, publicações antigas da Universidade, tais como anuários, revistas, relatórios, notícias, homenagens recebidas e discursos proferidos.

Tridimensional: objetos, condecorações, medalhas, troféus, material comemorativo, peças de comunicação, entre outros.

Quando da fundação da Universidade, em 1959, o brasão adotado incluía um retângulo, representando um livro, ao qual se sobrepunha uma cruz, signo da integração entre Fé e Ciência que marca a identidade das universidades católicas. Posteriormente, a ideia de livro ficou ainda mais explícita, ao ser adotada uma forma semidobrada.

Tendo recebido o título de Pontifícia em 1985, a Universidade Católica do Paraná incluiu em seu símbolo o emblema da Santa Sé. A concepção da logomarca é do Arquiteto Manoel Coelho. A Pontifícia Universidade Católica do Paraná, adotou em seu brasão o lema SCIENTIA, VITA ET FIDES, cuja tradução é: “Ciência, vida e fé”.

São três conceitos fundamentais que iluminam a PUCPR enquanto instituição universitária de orientação Católica, Pontifícia e Marista. Desse modo, torna-se ainda mais clara a necessidade de que, nas iniciativas e ações próprias da PUCPR, haja perfeita integração entre os âmbitos do conhecimento científico, da promoção da vida e do cultivo da fé. A adoção do lema no brasão da PUCPR foi aprovada em sessão do Conselho Universitário pela Resolução n.° 139/2010, de 8 de dezembro de 2010. Em 2013, foi incluído o endosso do Grupo Marista.

Galeria de Honra da PUCPR

Conheça o Hino da PUCPR

O Hino da Universidade foi composto em 1973, com letra de Geraldo Mattos e música do Irmão Ático Rubini. Foi apresentado publicamente, pela primeira vez, em solenidade de homenagem ao então Reitor Dom Jerônimo Mazzarotto.

confira

Painel do Cinquentenário

Localizado no Câmpus Curitiba, ao lado da Biblioteca Central, foi inaugurado no dia 14 de março de 2009, na celebração dos 50 anos de fundação da PUCPR. De autoria do artista plástico e Reitor da Universidade (1986 a 1997), Euro Brandão, teve execução do também artista plástico Adoaldo Lenzi. A obra representa os diversos campos do conhecimento. Para a cerimônia de inauguração do Painel, a PUCPR contou com a presença do Núncio Apostólico no Brasil, Dom Lorenzo Badisseri, do Grão-Chanceler da PUCPR, Dom Moacyr José Vitti, do Arcebispo Emérito Dom Pedro Fedalto, do Superior Geral dos Irmãos Maristas, Irmão Seán Dominic Sammon, do Provincial da Província Marista Brasil Centro Sul, Irmão Dávide Pedri, do Magnífico Reitor da PUCPR, Professor Clemente Ivo Juliatto, autoridades políticas, membros da comunidade universitária e amigos da PUCPR.

SELO COMEMORATIVO

Nas palavras do Reitor, Professor Clemente Ivo Juliatto, por ocasião do lançamento do Selo Comemorativo, “a Pontifícia Universidade Católica do Paraná sente-se honrada por estampar a sua marca na história da Educação Superior de Curitiba, do Estado do Paraná e do Brasil.

Na celebração de seu cinquentenário de fundação 1959-2009, evidenciam-se ainda mais os traços desta marca, assentados no compromisso com a sintonia social, a solidariedade e a excelência na formação integral de seus estudantes.” O Selo Personalizado e o Carimbo Comemorativo aos 50 anos da PUCPR foi lançado no dia 17 de março de 2009, na Biblioteca Central da Universidade.

Nos festejos do Cinquentenário, a PUCPR realizou inúmeras celebrações que marcaram a data, dentre elas houve plantio de árvores de espécies nativas do Paraná, inaugurações, eventos culturais, outorga de títulos de Doutor Honoris Causa, lançamento de livros, entre outras. A PUCPR também foi homenageada pela Assembleia Legislativa do Paraná, Câmara Municipal de Curitiba, de São José dos Pinhais e de Maringá.

Centro de Memória PUCPR 

Prédio do Círculo de Estudos Bandeirantes

Rua XV de Novembro, 1050 – Centro

De segunda à sexta-feira das 13h30 às 17h

 

Telefone: (41) 3024-3690

E-mail: ceme@pucpr.br