Cidades

O atual cenário global de desenvolvimento urbano indica que, especialmente nos países do sul do mundo, uma importante missão dos estudos urbanos é gerar conhecimento e evidências para promover maior igualdade de acesso aos recursos e oportunidades que configuram o direito à cidade, e fundamentam o pleno exercício da cidadania.

Consciente de seu papel de agente de mudança, especialmente na cidade de Curitiba, cidade com imagem associada a soluções inovadoras em seu planejamento urbano, a PUCPR assumiu o tema Cidades como uma de suas áreas estratégicas de pesquisa, ensino e extensão, com a finalidade de abordar a diversidade de fenômenos transformadores do espaço urbano, de relações socioambientais e condicionantes, que formam uma rede nacional e global com capacidade de impactos locais. Situam-se aí pesquisas relacionadas a questões ambientais, tecnológicas, projetuais, de planejamento e gestão de espaços urbanos, regionais e políticas públicas. A estratégia de priorizar a temática Cidades no projeto de excelência da PUCPR contém aspectos de ineditismo, de abrangência conceitual, de gestão e de inserção de tecnologias avançadas.

Coordenador da Área Estratégica Cidades: Prof. Clovis Ultramari

Coordenador Adjunto da Área Estratégica de Cidades: Prof. André Luiz Braga Turbay

Clovis Ultramari

Doutor em Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, professor do Programa de Pós-Graduação em Gestão Urbana da PUCPR e do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento da UFPR. Concilia atuação acadêmica com professional. Destaques acadêmicos: orienta temas como circulação de ideias sobre a cidade, literatura e cidade, cidade e agências internacionais de desenvolvimento e de financiamento, e insurgências urbanas. Atuação profissional junto ao setor privado, público e ONGs: planos diretores e estratégicos e de desenvolvimento. Bolsista Produtividade CNPq, nível 1, e Coordenador de área da CAPES.

Highlights na carreira

  • Planos de investimento urbano para agências internacionais (World Bank e IDB);
  • Longa atuação relacionada com regiões metropolitanas (destaque para a RMC e demais no estado do Paraná);
  • Projetos de desenvolvimento urbano em Angola, América do Sul e Central;
  • Longa atuação em Planos Diretores no Brasil;
    Longa atuação na elaboração de projetos de desenvolvimento socioeconômico e ambiental com recortes regionais.

Projeto

Seus interesses acadêmicos atuais concentram-se nas áreas da epistemologia do urbano, da cidade latino-americana, da circulação de ideias sobre a cidade e identificação e discussão sobre os grandes cenários urbanos globais contemporâneos.

Contato: [email protected]

LATTES

Denis Alcides Rezende

Professor Titular e Pesquisador em Gestão Urbana e Administração Pública. Pós-Doutorado em Cidade Digital Estratégica (DePaul University, EUA). Pós-Doutorado em Administração Pública Municipal (USP). Doutorado em Tecnologia da Informação e Planejamento Estratégico Público-Privado (UFSC) . Mestrado em Informática (UFPR). Administrador. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq em Cidade Digital Estratégica.

Highlights na carreira

  • Visiting Professor (Strategic Digital City) – Chaddick Institute for Metropolitan Development – School of Public Service – DePaul University – Chicago – USA
  • Autor de 16 livros e co-autor de outros 9 livros de Inteligência Organizacional, Planejamento Estratégico, Sistemas de Informação, Tecnologia da Informação e Cidade Digital Estratégica (mais de 70.000 vendidos)
  • Mais de 300 artigos científicos publicados (nacionais e internacionais)

Projeto

Cidade Digital Estratégica: análises de estratégias municipais e serviços públicos com tecnologia da informação em cidades nacionais e internacionais (Strategic Digital City). Enfatiza quatro subprojetos: estratégias municipais (para alcançar os objetivos do município); informações municipais (para auxiliar nas decisões dos cidadãos e dos gestores do município); serviços públicos (para ampliar a qualidade de vida dos cidadãos); e aplicações dos recursos da tecnologia da informação.

Contato: [email protected]

LATTES

Geisa Tamara Bugs

Arquiteta e Urbanista, Doutora em Planejamento Urbano e Regional pelo PROPUR/UFRGS (2014) e Mestre em Tecnologias Geoespaciais pelo Programa Erasmus Mundus (2009). Suas áreas de interesses são: planejamento urbano colaborativo, Participação Pública com Sistemas de Informação Geográfica, dados espaciais, ciência da cidade e urbanismo feminista.

Highlights na carreira

  • Menção Honrosa Prêmio UFRGS de Tese (2015).
  • Doutorado com período sanduíche na Aalto University.
  • Participou dos projetos de extensão Habitar Legal e Atuação em Desastres Naturais.
  • Participa do grupo de pesquisa CPLab da UFRGS e do grupo de estudos Encontros, Territórios e Redes [EN.T.RE].”

Projeto

Em suas interações diárias na Internet, os habitantes produzem informações que não estão disponíveis em fontes de dados tradicionais. Tais informações geralmente contêm um componente referente à localização geográfica e  podem ser acessados a partir de dispositivos móveis equipados com GPS, serviços/aplicativos baseados em localização e redes sociais online que representam atividades humanas espaciais e temporais. A pesquisa em desenvolvimento estuda mecanismos para destilar as informações e ideias produzidas na Internet que podem ser úteis para as disciplinas urbanas.

Contato: [email protected]

LATTES

Harry Alberto Bollmann

Engenheiro Civil pela PUCPR (1983), Mestre em Engenharia Civil: hidráulica e saneamento pela USP (1987), Doutor em Engenharia de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela UFRGS (2003). Fellow do Programa LEAD – Leadership for Sustainable Development da Rockefelller Foundation desde 1992, Membro associado ao Tropical Water Reseach Alliance (TWRA?Brasil e Austrália) desde 2020. Palavras-chave: Cidades Sustentáveis, Cidades Resilientes, Mudanças Climáticas, Segurança Hídrica, Qualidade da Água, Qualidade do Ar, Energias Alternativas.

Highlights na carreira

  • Membro do Comitê de área da CAPES de Ciências Ambientais para avaliação dos Programas de Pós-Graduação (APCN acadêmicos e profissionais, Capes Livros e Capes Teses) de 2011 a 2019)
  • Prêmio “”Cinta Roja”” da Escuela de Postgrado da Universidad Nacional de Trujillo/Peru em 2010
  • Convidado para integrar a Primeira Turma do grupo brasileiro do Programa Leadership for Sustainable Development da Rockefeller Foundation (1992 até o momento)
  • Participante do Projeto Climate Labs do Erasmus+ Programme da União Europeia para formação da rede de Laboratórios do Clima contando com 13 universidades no Brasil, México, Colômbia, Franca, Itália e Espanha
  • Coordenador dos projetos de Monitoramento Ambiental e de Recuperação da Área Degradada pela Mineração do Xisto em São Mateus do Sul/PR da Petrobrás (1986 a 2016)

Projeto

Desenvolve projeto referente a construção de cidades resilientes (Resilient Cities) e tem quatro abordagens principais: adaptação das cidades aos efeitos das mudanças climáticas (Projeto CLIMATELAB), energias alternativas para o contexto urbano (Projeto ENERGY RESILIENT CITIES), rios urbanos (Projeto WATER RESILIENT CITIES) e poluição atmosférica em meio urbano (Projeto AIR RESILIENT CITIES).

Contato: [email protected]

LATTES

Letícia Peret Antunes Hardt

Arquiteta e Urbanista, Mestre e Doutora em Engenharia Florestal (Paisagem Urbana), Professora Titular da PUCPR (desde 1981) e Pesquisadora Permanente do PPGTU (desde 2003). Líder do Grupo de Pesquisa CNPq Planejamento e Projeto em Espaços Urbanos e Regionais (desde 2006). Bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq (desde 2006).
Principais temas de pesquisa: planejamento e gestão urbana e regional; arquitetura da paisagem; morfologia e desenho de cidades; meio ambiente e áreas protegidas; preservação do patrimônio natural e construído.

Highlights na carreira

  • Presidente da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP-BR: 2013 a 2015) e do Núcleo Paraná (ABAP-PR: desde 2015).
  • Coordenadora do Colégio Brasileiro de Arquitetos e Urbanistas (CBA: 2014 a 2015).
  • Coordenadora do Colegiado Permanente de Entidades de Arquitetura e Urbanismo (CEAU-BR) do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU-BR: 2014 a 2015) e membro do CEAU-PR (desde 2018).
  • Membro da rede internacional de pesquisadores Urban Knowledge Net (UKN – desde 2010).
  • Coordenadora de trabalho de urbanismo condecorado com menção honrosa em seminário internacional (NUTAU-USP, 2016).

Projeto

O projeto central integra pesquisas sobre a paisagem urbana e regional em variadas vertentes: solidária (percepção e participação), sustentada (bases ambientais, sociais e econômicas), competitiva (imagem veiculada), protegida (patrimônio natural), preservada (patrimônio cultural), segregada (áreas marginalizadas), socializada (espaços públicos), iluminada (cenários noturnos), planejada (planos e projetos) e segura (prevenção criminal), dentre outras.

Contato: [email protected]

LATTES

Mario Procopiuck

Doutor em Administração e Mestre em Gestão Urbana (PUCPR) e Administrador (UFPR). Vice coordenador do Comitê de Assessores da Área de Ciências Sociais Aplicadas (2020-2024) e Bolsista Produtividade (2019-2021) da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Paraná. Líder da Linha de Pesquisa em Políticas Públicas no Programa de Pós-Graduação em Gestão Urbana (PUCPR) e Vice-líder do Centro de Estudos em Políticas Urbanas – CE.URB (dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/716053). Atuação nas áreas de Estudos Organizacionais e Políticas Públicas, com interesses de pesquisa nos temas gestão e governança pública, administração judiciária, desenvolvimento ecossocioeconômico, gestão urbana, tecnologias urbanas.

Highlights na carreira

  • Prêmio Produtividade em Pesquisa 2021
  • Pesquisador Homenageado por publicação Q1 em 2015, 2018, 2019 e 2020 nas revistas Urban Water Journal, Government Information Quarterly, Environmental Monitoring and Assessment, e Environmental Impact Assessment Review
  • Atuação técnica em estudos judiciários, como na aprovação da Emenda Constitucional nº 73
  • Prêmio Belmiro Siqueira de Administração, na categoria melhor livro, do Conselho Federal de Administração.
  • Coordenador de projetos nacionais financiados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, e Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Projeto

Investigar possibilidades de arranjos de governança multinível e gestão urbana para compreender a nova dinâmica da participação política na gestão pública e de cidades. A investigação enfatiza a atuação política e inserção tecnológica em processos de formulação e implementação de políticas públicas federais, estaduais e municipais, com interação entre agentes políticos e sociedade civil em questões políticas, sociais e ambientais.

Contato: [email protected]

LATTES

Paulo Nascimento Neto

Arquiteto e urbanista, especialista em Direito Urbanístico, possui Mestrado e Doutorado em Gestão Urbana. Atualmente é professor do Programa de Pós-graduação em Gestão Urbana – PPGTU e editor-adjunto da revista urbe. Ao longo de quase uma década de serviço público, ocupou diferentes cargos de gestão na Secretaria de Urbanismo do município de Curitiba antes de se desligar para se dedicar exclusivamente ao ensino e pesquisa. Seus temas de pesquisas estão centrados no campo da policy analysis, com particular interesse na política habitacional e gestão metropolitana na América Latina.

Highlights na carreira

  • Convidado a atuar como professor visitante junto ao Instituto de Geografía de la Universidad Nacional Autónoma de México, 2020 (adiado devido à pandemia).
  • Coordenador adjunto do Seminário Temático Novas perspectivas do poder local, no Encontro Anual da ANPOCS, 2019.
  • Coordenador geral do Núcleo Descentralizado de Urbanismo SF na Prefeitura de Curitiba, entre 2015 e 2017.
  • Autor do livro Resíduos sólidos urbanos: perspectivas de gestão intermunicipal em Regiões Metropolitanas, publicado em 2013 pela editora Atlas.
  • Laureado com o Prêmio Marcelino Champagnat de Mérito Acadêmico, 2008.

Projeto

Diante da recente inflexão das políticas urbanas no Brasil, temas como a financeirização, a relação Estado-mercado e a coordenação de políticas metropolitanas reposicionaram o debate no campo habitacional. Neste cenário, a pesquisa em andamento concentra esforços na investigação dos contornos contemporâneos da política habitacional na América Latina, a partir de estudos comparados internacionais e estudos locais, nos quais estão em evidência os arranjos de gestão e os mecanismos de implementação das políticas públicas.

Contato: [email protected]

LATTES

Rudolf von Sinner

Doutor em Teologia pela Universidade de Basiléia e livre-docente em Teologia Sistemática pela Universidade de Berna, ambas na Suíça. Professor adjunto de Teologia Sistemática na Pontifícia Universidade Católica do Paraná e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Teologia. Professor extraordinário na Universidade de Stellenbosch (África do Sul) e pesquisador bolsista do CNPq. Pesquisa mormente teologia pública no estado laico, pluralismo religioso, ecumenismo e diálogo inter-religioso e hermenêutica.

Highlights na carreira

  • Prêmio Amerbach 2002 da Universidade de Basiléia (Suíça) para a tese de destaque (Falar de Deus-Trindade no Brasil e na Índia: Bases de uma Hermenêutica Ecumênica em Diálogo com Leonardo Boff e Raimon Panikkar, Tübingen: Mohr Siebeck, 2003).
  • Projeto internacional “Igreja e Espaço Público em Sociedades de Transição” que, junto com o estágio pós-doutoral no Centro de Investigação Teológica em Princeton, Nova Jérsei, E.U.A., resultou na publicação de The Churches and Democracy in Brazil: Towards a Public Theology Focused on Citizenship (Eugene, Or.: Wipf & Stock, 2012)
  • Projeto internacional “Cruzando Fronteiras Religiosas. Conversão e Mudança de Igreja ou Religião”, que resultou na publicação de (junto com Oneide Bobsin e Alessandro Bartz) Mobilidade Religiosa no Brasil: Conversão ou Trânsito Religioso? In: Religião e Sociedade: Desafios contemporâneos, São Leopoldo: Sinodal, 2012, p. 231-268.
  • Série “Teologia pública”, com até hoje sete volumes, entre eles Teologia pública num estado laico: ensaios e análises (São Leopoldo: Sinodal; EST, 2018).
    Projeto de colaboração com a Universidade de Stellenbosch, África do Sul, com a publicação Teologia pública no Brasil e na África do Sul: um diálogo teológico-político (São Leopoldo: Sinodal; EST, 2020).

Projeto

A contribuição deste pesquisador para os estudos urbanos, além de possibilidades de orientação de mestrado e doutorado, está também na realização de estudos científicos interdisciplinares que considerem:

  1. A presença da cidade e o entendimento do espaço urbano em documentos sagrados religiosos, especialmente cristãs;
  2. As comunidades religiosas como agentes de atuação na complementariedade de prestação de serviços públicos;
  3. A presença pública das comunidades religiosas no espaço urbano, seja como elemento dinamizador, seja como gerador de possíveis conflitos, tanto no discurso, quanto na prática.

Contato: [email protected]

LATTES

Rodrigo José Firmino

Professor Titular do Programa de Pós-Graduação em Gestão Urbana. Entre 2015 e 2016, atuou como Pesquisador Visitante no Urban Lab da University College London. Entre 2004 e 2007, foi pesquisador do grupo e-urb, da Universidade de São Paulo. É doutor em Planejamento Urbano e Regional pela Newcastle University, e mestre em arquitetura e urbanismo pela Universidade de São Paulo. Temas: Tecnopolíticas Urbanas; Vigilância Urbana; Securitização Urbana; CTS.

Highlights na carreira

  • Bolsista Produtividade 1C do CNPq.
  • Fundador e atual editor associado da revista URBE (www.scielo.br/urbe).
  • Membro-fundador da Rede Latino-Americana de Estudos sobre Vigilância, Tecnologia e Sociedade – LAVITS (www.lavits.org).
  • Prêmio Produtividade em Pesquisa da PUCPR, edição 2020.

Projeto

Territorialidades controladas, movimentos imobilizados: problematização da existência de porções demarcadas do espaço, territórios, e as relações presentes em sua constituição em arranjos sociotécnicos específicos de nossos tempos, caracterizados pelo uso de tecnologias e práticas de vigilância e securitização. Parte do argumento usado para explicar alguns desses arranjos sociotécnicos considera a coexistência de diferentes associações entre tecnopolíticas de vigilância e securitização, e as maneiras pelas quais o espaço é produzido, transformado e organizado.

Contato: [email protected]

LATTES