Câmpus Maringá

Câmpus Maringá - 05 jun 2019

Empatia e colaboração: Júlia Martins, acadêmica de Direito do Câmpus Maringá, conta sobre seus aprendizados no Projeto Comunitário

Na última semana, o Projeto Comunitário realizou um Mutirão com oficinas educativas e atividades de entretenimento na Casa de Acolhida Aliança de Misericórdia, em Maringá. Os acadêmicos levaram diversas atividades para o local e conseguiram proporcionar aos beneficiários uma tarde leve e interativa. Essa vivência proporcionou uma troca de experiências entre acadêmicos e beneficiários, além de muitos aprendizados, como conta Júlia Martins Paes de Proença, acadêmica do 5° período de Direito:

“Tive a oportunidade, por meio do Projeto Comunitário, de ter contato com vivências muito diferentes da minha. No Mutirão, na Casa de Acolhida, passei uma tarde inteira conhecendo as pessoas que vivem lá, ouvi diversas histórias sobre a caminhada que cada um teve até ali e também pude contar sobre a minha, mas mais importante que isso, discutimos sobre o caminho que queremos percorrer daqui pra frente, e que nossos erros não nos definem, e sim, o que decidimos fazer com as consequências dos nossos atos.

Neste dia eu fiz amigos, acumulei experiências, entendi que também posso contribuir na medida das minhas possibilidades, com aquilo que sei e quero fazer. Aprendi que empatia é algo que deve ser exercitado todos os dias, a cada momento e a importância disso, a importância de entender que não estamos sozinhos e que não devemos deixar o outro sentir-se sozinho também, pois é a solidão que nos desvia do caminho.

No momento quando nos preocupamos com a vida do outro, quando nos empenhamos em causas de interesse social e comunitário, estabelecemos laços de solidariedade e confiança, laços recíprocos que fortalecem nosso caráter e íntimo. Em um mundo onde cada vez mais vale a regra do “cada um por si”, fica vívida a necessidade de olharmos os iguais a nossa volta com empatia.

Participar do Projeto Comunitário foi gratificante e recompensador, conhecer melhor a realidade que nos rodeia é essencial, torna a vida menos artificial e nos atenta para a condição de vida do outro. Agradeço de todo coração por essa oportunidade de aprender com o outro, construir um plano, pôr em prática e enxergar todos os benefícios trazidos por ele é algo que nos engrandece imensamente”.

Recomendadas para você