https://www.pucpr.br/campus-toledo

Ensino e Aprendizagem

Sabendo que a realidade acadêmica já não é mais a mesma em uma sociedade hiperconectada e digital, a PUCPR investe em novos modelos educacionais para atender às necessidades desse novo mundo. O professor deixa de ser o detentor do conhecimento, para ser um mediador da aprendizagem da qual o próprio estudante é o protagonista.

Dando suporte a essa nova realidade de ensino/aprendizagem, a PUCPR investe em cinco princípios que guiam sua graduação: autonomia, dedicação, cooperação, senso crítico e honestidade. São essas as diretrizes que balizam a formação de estudantes e professores na Universidade e o desenvolvimento de programas de formação pedagógica docente e suporte educacional ao estudante.

O Exame de Proficiência em Língua Portuguesa (EPLP) foi instituído na PUCPR com o intuito de impulsionar a busca pela competência de comunicação oral e escrita dos egressos da Instituição, uma vez que, em qualquer profissão de nível superior, o profissional utiliza a linguística para se comunicar técnica e cientificamente com seus pares e a sociedade, devendo fazê-lo com um padrão de competência minimamente aceitável.

Diferentemente do vestibular – que tem finalidade classificatória -, o EPLP visa avaliar a qualidade comunicativa da linguística em textos técnicos e científicos e as competências no uso dos diferentes gêneros textuais. Essa competência é validada mediante a aprovação do estudante, cuja nota mínima para aprovação é 7,0. A aprovação no EPLP não é requisito para cursar disciplinas, mas é exigência obrigatória para a colação de grau em qualquer curso de graduação da PUCPR.   

Para dar suporte aos estudantes com dificuldades no uso da língua portuguesa, a partir de 2016 foi incluída a disciplina Leitura e Escrita de Textos Técnico-Científicos (LETTC) na grade de todos os cursos (matriz 2013). Esta disciplina é gratuita e a matrícula pode ser feita via sistema no ajuste acadêmico semestral. Com duração de um semestre, a carga horária é de 80 horas e sua avaliação é o próprio EPLP.

Caso o estudante não obtenha a nota mínima exigida para aprovação no exame e, consequentemente, na disciplina, poderá refazer o teste no semestre seguinte, sem necessidade de repetir a disciplina. Aqueles que optarem por realizar o EPLP de forma direta, sem cursar a disciplina, e forem aprovados, serão automaticamente dispensados da necessidade de cursá-la.

Além da disciplina de LETTC, os estudantes também terão oficinas de curta duração como ferramenta de apoio para aprovação no EPLP. Essas oficinas serão gratuitas e divulgadas semestralmente junto à carga horária do professor responsável pela área de língua portuguesa.

O Trabalho Discente Efetivo (TDE) consiste em um conjunto de atividades extraclasse realizadas pelos estudantes como forma complementar às atividades acadêmicas presenciais e que integram a carga horária da disciplina. Deve ser planejado e supervisionado pelo docente, mas as atividades são de responsabilidade dos estudantes, pois é componente fundamental e indispensável do seu processo de aprendizagem. Para acessar o regulamento detalhado sobre o TDE.

O Serviço de Apoio Psicopedagógico (SEAP) é um serviço que prima o atendimento da singularidade de cada estudante e de cada profissional inserido na Instituição. Sendo assim, ele recebe, acolhe, identifica, encaminha e acompanha a integração desse sujeito no meio universitário.

Para que esse movimento ocorra, trabalhamos com os estudantes que apresentam indicadores de dificuldade de aprendizagem e de integração social, decorrentes de:

  • Transtorno de aprendizagem
  • Transtornos mentais
  • Dependência química
  • Necessidades educacionais especiais/deficiência
  • Estratégias inadequadas de hábito de estudo

Os atendimentos são realizados por uma equipe interdisciplinar, que faz a recepção, identificação, orientação, encaminhamento e acompanhamento do acadêmico, resguardando o sigilo e os princípios éticos.