Projeto Comunitário

Instituições Sociais Parceiras

Clique aqui e confira no mapa quais são as Instituições Parceiras do Projeto Comunitário em cada Câmpus.

Programas e Áreas de Atuação

O Projeto Comunitário constitui-se em uma rede ações solidárias nas quais os acadêmicos atuam com diversos públicos. As mais de 3.500 ações sociais ofertadas anualmente nos Câmpus de Curitiba, Londrina, Maringá e Toledo foram agrupadas em 38 programas concentrados nas áreas: Cidadania e Valores Humanos, Cultura, Educação, Inclusão Digital, Entretenimento, Geração de Renda, Meio Ambiente e Saúde.
saiba mais

A candidatura de propostas sócio-comunitárias de instituições externas interessadas na adesão ao Projeto Comunitário é vinculada à formalização de termo de cooperação técnica, científica e financeira, celebrado entre a instituição interessada e a Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Antecedendo à formalização do termo mencionado, as instituições interessadas deverão cumprir alguns quesitos e encaminhar alguns documentos solicitados pelo Núcleo de Projetos Comunitário.

Confira aqui o Manual dos responsáveis pelo acompanhamento de atividades

O cumprimento dos quesitos para a formalização do termo de cooperação técnica dependente de:

  • Realização de visita técnica institucional por parte da equipe do Núcleo de Projetos Comunitários.
  • Demanda de vagas de universitários para cada semestre, em específico.
  • Análise de documentos da instituição, conforme item 1.1 (Documentação).
  • Validação das propostas de ação, encaminhadas ao Núcleo de Projetos Comunitários, em consonância com as prerrogativas da Resolução nº 106/2001 CONSUN-PUCPR que regulamenta o Projeto Comunitário. Tais prerrogativas devem constar no conteúdo da proposta apresentada, pela instituição candidata, no preenchimento do formulário que se encontra abaixo:

Formulário para parceiros externos

Documentação

  • Fotocópia do CNPJ.
  • Certificados de utilidade pública (quando for o caso).
  • Estatuto da instituição.
  • Foto institucional (parte externa).
  • Cópia do RG e CPF do Responsável Institucional
  • Termo de adesão de atuação voluntária, quando for o caso, para membros da equipe que não possuírem vínculo com a PUCPR e/ou instituição conveniada.

Outras informações necessárias que devem ser entregues por escrito. Caracterização da identidade e estrutura institucional onde deverão estar descritos:

  • Nome da instituição;
  • Responsável geral;
  • Área de atuação;
  • Endereço;
  • Apresentação da Instituição (contendo breve histórico);
  • Sua missão;
  • O público que atende (tipo e quantidade de atendidos);
  • Suas principais atividades e finalidades;
  • Suas necessidades de colaboração do Projeto Comunitário;
  • Formas de retorno do projeto para o usuário e para o aluno;
  • Pessoa para esclarecimento e contato sobre a proposta na Instituição e endereço para encaminhamento do Parecer da Comissão de análise;

A comissão reúne-se uma vez a cada semestre e emite parecer sobre a proposta, encaminhando à instituição a resposta da apreciação.

Prioridades de ação na elaboração de proposta. É importante que a instituição considere as seguintes prioridades de ação na elaboração das propostas:

  • Melhoria da qualidade de vida das comunidades.
  • Apoio a comunidades rurais e de pescadores.
  • Promoção e assistência à saúde.
  • Promoção dos marginalizados.
  • Apoio à cultura ecológica.
  • Assistência a pessoas com necessidades especiais.
  • Apoio a instituições beneficentes e de promoção comunitária.
  • Defesa e promoção dos direitos humanos.
  • Apoio ao autoemprego e geração de renda.
  • Fortalecimento da integração e autonomia dos municípios.

 

Confira algumas SUGESTÕES DE ATIVIDADES para a aplicação da Metodologia de Acompanhamento.

Para encaminhamento de parceria entre em contato conosco.