Projeto Comunitário

Projeto Comunitário - 07 ago 2019

Encerramento da Operação Rondon UEPG em Fernandes Pinheiro deixa aprendizados

Cerca de 105 rondonistas retornam às suas rotinas com histórias e experiências na bagagem após 15 dias de operação Rondon UEPG. Foram representantes de cinco universidades –nove da PUCPR– atuando nas cidades de Fernandes Pinheiro, Irati, Imbaú e Prudentópolis, no Paraná.

Atividades como como jogos, sessões de cinema, e oficinas de diversas temáticas foram ofertadas à comunidade. Entre os temas tratados estavam saúde, meio ambiente, educação, gestão pública, protagonismo feminino, masculinidade saudável, entre outros.

estudantes-e-comunidade-em-oficina-do-projeto-rondon
Experiência proporcionou contato direto com comunidade

Francine Rocha de Oliveira, acadêmica do curso de Psicologia, compartilha seu aprendizado ganho a partir do projeto: “além da vivência na comunidade, o aprendizado vem também da convivência com pessoas de outros cursos. O Rondon deixa para mim uma grande lição –de quantas coisas nós temos para fazer e o quanto as pessoas precisam da gente. O trabalho que a universidade faz e pode fazer é muito importante”, conta.

Já a estudante Polyana Raquel Pedroso, do mesmo curso, destaca o acolhimento da comunidade. Para ela, as maiores lições do Projeto Rondon são a empatia e esperança. “Para mim, a empatia não é eu me colocar no lugar do outro. Eu sou incapaz de me colocar no lugar de alguém que tem um sofrimento, por exemplo. Mas é sim eu estar ali na situação, no agora, com aquela pessoa dividindo a dor ou o sofrimento. Eu deixo esperança para as pessoas que eu convivi nesse tempo, mas também eu levo em mim a esperança de que o mundo pode se transformar em algo melhor”.