Planeta PUC

Planeta PUC - 14 nov 2018

Estudantes de Informática da PUCPR estão prontos para dominá-los

Junto com a evolução contínua da Inteligência Artificial, crescem também as oportunidades para profissionais dessa área

A Inteligência Artificial (IA) que conhecemos hoje é só o começo de uma grande revolução. Soluções cotidianas, como tradutores automáticos, sistemas de biometria, aplicativos de smartphone, computador de bordo de alguns carros e outras tecnologias são apenas uma amostra do que ainda está por vir. Nesse cenário, as perspectivas para os estudantes dos cursos de Informática não poderiam ser melhores.

O assunto não nasceu agora. A Inteligência Artificial tem origem na década de 50, nos estudos do matemático Alan Turing, e hoje é composta por várias disciplinas: Reconhecimento de Padrões, Aprendizagem de Máquina, Visão Computacional, Processamento de Linguagem Natural, Mineração de Dados, entre muitas outras.

De acordo com o professor e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Informática da PUCPR, Alceu Britto Junior, a IA está presente em todos os cursos de Informática da Universidade, cujas matrizes curriculares e metodologia de ensino foram reformuladas recentemente, contemplando assuntos modernos como Ciência de Dados, Big Data e Deep Learning. “O estudante é capacitado para projetar e desenvolver soluções que utilizam técnicas de Inteligência Artificial de maneira ética e responsável, tendo como objetivo principal levar benefícios à sociedade”, afirma.

Segundo Alceu, a expansão da IA é inevitável, uma vez que o ser humano tende a se tornar dependente de tecnologias que facilitam a sua vida. “Há muita pesquisa ainda em desenvolvimento. Um bom exemplo são as novas gerações de veículos que serão mais seguros inicialmente, até se tornarem totalmente autônomos”, revela.

Para o professor, essa realidade é favorável aos estudantes de Informática. “Ao acadêmico decidido a trabalhar nessa área, há vagas abertas em empresas dos mais diversos setores da economia, além da possibilidade de empreender”, comenta.

Autonomia

Na PUCPR há uma preocupação constante em desenvolver no estudante um perfil de pesquisador, independentemente do curso escolhido. “Assim como o objetivo da Inteligência Artificial é oferecer soluções autônomas, capazes de aprender sozinhas a partir da própria experiência, na formação de nosso estudante também visamos autonomia”, compara o professor.

Os estudantes são preparados para buscar novos conhecimentos de maneira independente e resolver os desafios que encontrarem ao longo de suas jornadas. “Para isso, são submetidos a constantes desafios, apresentados na forma de projetos com diferentes níveis de complexidade”, explica Alceu.

Na opinião do especialista, “não se descarta a hipótese de que, em um futuro não muito distante, tenhamos sistemas inteligentes autônomos. Nesse sentido, orientamos nossos estudantes que, se projetadas com responsabilidade e seguindo princípios éticos, não correremos o risco de que máquinas autônomas dominem a sociedade”, diz.

Dentre as possibilidades de cursos na área de Informática, a PUCPR oferece: Bacharelado em Ciência da Computação, Bacharelado em Engenharia de Computação, Bacharelado em Sistemas de Informação, Bacharelado em Engenharia de Software, Tecnologia em Jogos Digitais, Tecnologia em Sistemas de Segurança, Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Tecnologia em Big Data e Inteligência Analítica e Tecnologia em Gestão de Tecnologia da Informação.

Recomendadas para você