Planeta PUC

Planeta PUC - 29 out 2018

Bem-vindos a um mercado em ebulição

Big Data e Inteligência Analítica têm alta procura de empresas e salários acima da média

No mundo digital, cada pessoa – ou usuário – produz uma grande quantidade de informações o tempo todo. Dos comentários e reações nas redes sociais às preferências pessoais no smartphone, smartwatch e outros dispositivos conectados à Internet, tudo forma uma vasta memória com informações que ficam armazenadas em uma rede remota de servidores, popularmente conhecida por nuvem.

Agora, imagine todos esses dados multiplicados por milhões de usuários: o volume é grande, ou, em inglês, big. Dessa imensidão de informações vem o conceito Big Data, uma área da Informática que consiste em administrar e analisar grandes volume de dados, considerando segurança, privacidade e velocidade, orientando as tomadas de decisões.

É para isso que o curso online de Tecnologia em Big Data e Inteligência Analítica da PUCPR prepara os seus estudantes. Com dois anos e meio de duração, o objetivo é formar profissionais para atuar em departamentos estratégicos de Tecnologia da Informação de empresas, governo e indústrias.

“Imagine que uma empresa faz uma campanha de determinado produto nas redes sociais e precisa monitorar as opiniões do seu público para adaptar as estratégias de vendas ou posicionamento. O profissional de Big Data reúne técnicas e utiliza tecnologias para lidar com essa grande quantidade de informações recebidas, muitas vezes em tempo real, para ajudar a traçar as melhores ações”, explica o professor Altair Santin, especialista em Tecnologia da Informação e Comunicações e um dos responsáveis pela formatação do curso.

Segundo Altair, o profissional dessa área tem uma formação multidisciplinar que envolve conhecimentos em programação, estatística, nuvem computacional, processamento de grandes massas de dados, inteligência artificial (preparação, mineração e visualização de dados), entre outros. “O estudante precisa estudar bastante, pois trata-se de um assunto complexo, com diversas variáveis e em constante atualização”, realça o professor.

De acordo com o especialista, existem dois tipos de dados: os estruturados, como um formulário, em que os usuários preenchem seu nome, endereço e demais informações que são guardadas em um banco de dados, e os desestruturados, que consistem em opiniões em redes sociais, comentários em blogs e outras ações mais subjetivas, cujo processamento se torna mais difícil. “Nesse último caso, utilizam-se técnicas como a de MapReduce (big data), que permitem extrair informações relevantes para encontrar padrões entre elas”, revela.

Oportunidades a mil:

“O mercado está fervendo!”, garante Altair. “As empresas estão ávidas por profissionais com formação nessa área”, completa.
Segundo ele, é muito comum ver corporações contratarem profissionais das áreas de Matemática e Computação, porque têm dificuldades em encontrar alguém com a formação específica em Big Data e Inteligência Analítica. “A escassez de especialistas no setor faz com que as empresas estejam dispostas a pagar salários muito atrativos”, informa.

O professor afirma ainda que o profissional com este perfil pode criar uma startup, pois “nada o impede de empreender e oferecer seus serviços a diversas empresas”, acrescenta.

A primeira turma do curso online de Big Data e Inteligência Analítica começou este ano. A próxima turma está prevista para iniciar no primeiro semestre de 2019. Para saber mais, clique aqui.

Recomendadas para você