Conhecendo o Universo numa viagem cósmica

Conhecendo o Universo numa viagem cósmica

Nosso conhecimento do Universo se dá por meio da luz dos objetos que chegam até nós. Tirar o máximo de informações dessa luz tem sido o grande desafio da Astronomia. Além disso, como a velocidade da luz não é infinita, quanto mais distante o astro estiver de nós, mas para o passado estaremos olhando.

A nossa vizinhança imediata é o Sistema Solar, região essa que já recebeu a visita de naves e sondas terrestres. O único astro onde já chegamos pessoalmente, é a Lua, nosso satélite natural. Os limites do nosso Sistema Solar ainda são muito misteriosos para nós, quase não temos informações sobre essa região.

Para chegar nas primeiras estrelas a partir do Sol, teríamos que viajar mais de quatro anos na velocidade da luz. Indo mais longe, mas ainda dentro de nossa galáxia, encontramos aglomerados estelares, nebulosas, imensas regiões sem quaisquer astros e outras de tamanho relativamente pequenas que concentram milhões de objetos.

Na continuidade da viagem, já fora da Via Láctea, temos o grupo local de galáxias. Mais além, o aglomerado de galáxias ao qual pertencemos e, se continuarmos, chegarmos nos limites conhecidos do Universo. Nossa tecnologia não nos permite fazer essa viagem fisicamente, mas, ao longo da história, acumulamos conhecimento suficiente para podermos imaginar como ela seria.