Corpos Menores – Dia do Asteróide

Corpos Menores – Dia do Asteróide

Em 30 de junho de 1908, numa região deserta da Sibéria na Rússia, uma explosão equivalente a 185 bombas atômicas, iguais a que destruiu Hiroshima, arrasou uma região de 1200 quilômetros quadrados, derrubando mais de oito milhões de árvores. Felizmente se tratava de uma região inabitada e não se tem notícias de nenhuma vítima. A primeira expedição científica a chegar naquela região ocorreu só 19 anos mais tarde, em 1927 liderada por Leonid Kulik. Essa expedição não foi capaz de encontrar nenhum vestígio do que poderia ter causado tal explosão, nenhum pedaço do material, nenhuma cratera, nada.

Hoje acreditamos que um pedaço de cometa teria atingido a atmosfera da Terra e explodido antes de tocar o solo.

Acontecimentos como este nos fazem ficar atentos com a enorme quantidade de corpos que, juntamente com os planetas, orbitam o Sol. O risco de impacto de dois corpos de grandes dimensões, apesar de pequena, não é nulo.

Cometas, asteroides, meteoroides, anéis e muitos outros objetos de baixas dimensões do Sistema Solar, são classificados como corpos menores.

No FTD Digital Arena, vamos conversar sobre esses corpos, seus diversos tipos e características e os reais riscos de um deles nos atingir a ponto de causar grandes riscos para a Terra.