Ensino e Aprendizagem

Há quase 60 anos, a PUCPR forma profissionais que, além de sua competência técnica, têm um olhar especial sobre as necessidades da sociedade que os cerca. Por meio de iniciativas como o Projeto Comunitário, têm contato com a responsabilidade social, um dos pilares da formação da Universidade.

Sabendo que a realidade acadêmica já não é mais a mesma em uma sociedade hiperconectada e digital, a PUCPR investe em novos modelos educacionais para atender às necessidades desse novo mundo. O professor deixa de ser o detentor do conhecimento, para ser um mediador da aprendizagem da qual o próprio estudante é o protagonista.

Dando suporte a essa nova realidade de ensino/aprendizagem, a PUCPR investe em cinco princípios que guiam sua graduação: autonomia, dedicação, cooperação, senso crítico e honestidade. São essas as diretrizes que balizam a formação de estudantes e professores na Universidade e o desenvolvimento de programas de formação pedagógica docente e suporte educacional ao estudante.

Conheça as iniciativas de ensino e aprendizagem da PUCPR:

O ser humano é naturalmente curioso, e o progresso da sociedade depende da sua capacidade de investigar a realidade e de construir conhecimento. Na PUCPR, os alunos são incentivados a participar de atividades de pesquisa desde os primeiros anos da graduação. Nos grupos de estudo e de pesquisa, bem como na Iniciação Científica e Tecnológica, os estudantes podem ter contato com pesquisadores qualificados e compartilhar experiências, que os impulsionam a ser protagonistas na produção de conhecimento e transformação social.

Com o objetivo de ampliar o número de estudantes que desenvolvem e praticam habilidades necessárias para realizar pesquisa científica, a PUCPR vem investindo na disseminação da pesquisa como vivência e como metodologia de ensino e aprendizagem. Esta iniciativa confere um diferencial ao currículo do estudante, agregando valor à sua formação. A trilha de pesquisa na graduação e a integração entre a graduação e os programas de pós-graduação stricto sensu tornam o estudante competente para elaborar e desenvolver projetos de média e grande complexidade, o que o distinguirá no mercado de trabalho ou o prepará para continuar seus estudos.

Programa de Monitorias

Os monitores formam um time de apoio aos estudos dentro e fora da sala de aula, com resultados muito positivos sobre a aprendizagem e sobre a disseminação de técnicas de estudo. Para que uma disciplina tenha monitoria, os professores redigem um projeto que apresenta as necessidades acadêmicas da disciplina. Esses projetos são avaliados semestralmente por uma Comissão, sendo os melhores contemplados com uma bolsa. As monitorias funcionam de março a julho no primeiro semestre, e de agosto a dezembro no segundo.

Os monitores devem exercer oito horas semanais de atividades presenciais, devendo reservar mais quatro horas da sua semana para estudos sobre a monitoria. Para concorrer à bolsa de monitoria ou a uma vaga de monitoria voluntária, o professor deverá submeter um projeto de monitoria à Diretoria de Suporte à Graduação, mediante preenchimento de um formulário próprio através do qual descreverá o projeto, as atividades do estudante monitor e como será feita a avaliação do trabalho.

Na PUCPR você é convidado a viver todo o seu potencial. Para isso, é preciso que você seja um estudante e não apenas um aluno. O que isso significa? Que nessa universidade, você precisa tomar uma atitude de controle e responsabilidade sobre sua própria vida acadêmica, engajando-se em uma proposta de formação capaz de torná-lo um profissional pronto para as demandas do século XXI.

Confiando no seu potencial, a PUCPR apresenta a você um convite a viver a autonomia, a dedicação, a cooperação, a honestidade e o senso crítico. Esses são os princípios orientadores do processo de ensino e aprendizagem que visam favorecer o seu desenvolvimento pleno.

Quer saber mais? Acesse a página do projeto Livro da Vida e compartilhe suas experiências. Faça desses anos de estudo uma vivência plena de todos os seus potenciais.

Blackboard

A PUCPR acredita que é fundamental proporcionar meios para a interação entre professores e estudantes, a qualquer hora e lugar. Por isso, utiliza o Blackboard, ambiente virtual de aprendizagem no qual você, seus colegas de turma e professores ficam conectados dentro e fora de sala de aula. O acesso ao ambiente é feito pelo www.pucpr.br/blackboard

No ambiente, a construção do conhecimento é proporcionada por meio de webconferências, avaliações on-line e ferramentas de interação, como fóruns, blogs e elaboração coletiva de textos, tudo isso pelo seu computador, tablet ou smartphone. Toda a interface está planejada para propiciar acesso rápido às informações e conteúdos das disciplinas, entregar trabalhos e consultar prazos.

Assista ao vídeo para conhecer mais sobre o Blackboard:

O ENADE é uma etapa muito importante no ensino superior. O esforço que você dedica hoje volta para você como um reconhecimento no futuro: qualifica o seu currículo e aumenta suas chances no mercado de trabalho. E além disso, o seu destaque traz reconhecimento para o seu curso e sua universidade, valorizando a formação de seus colegas. O ENADE – Exame Nacional de Desempenho de Estudantes – é uma prova realizada a cada três anos com o objetivo de avaliar o desempenho dos estudantes em conhecimentos gerais e conteúdos específicos de cada curso.

SAIBA MAIS

A PUCPR está convicta de que a formação dos profissionais preparados para enfrentar os complexos desafios do século XXI passa por abordagens de ensino centradas no estudante. É impossível pensar que a formação de um profissional preparado para os desafios do nosso tempo possa se realizar sem a atitude de protagonismo por parte de quem aprende. Espera-se, portanto, que os alunos se tornem estudantes. Na visão da PUCPR, o quadro abaixo sintetiza as diferenças entre eles:

Aluno Estudante
Etimologicamente, significa o lactente, o filho que é tutelado, o pupilo: alumnus é o particípio substantivado do verbo alere, que significa alimentar ou nutrir. Do latim studiosus, que designa a pessoa dedicada e zelosa; aquele que ama o que faz, que gosta de aprender.
Simboliza o lactente intelectual, o imaturo, que precisa ser “alimentado na boca”, sob cuidados tutelares.Ocupa-se do estudo, busca e constrói o conhecimento variando as fontes, tem decisão e sabe o que quer, tem autonomia.
Visa apenas ao presente, é imediatista, quer o que avalia ser útil do ponto de vista financeiro. Investe no futuro, vê além do imediato, interessa-se por cultura em geral, desenvolve.
Recebe formação, informação e instrução.Busca formação e informação, produz conhecimento, valoriza a pesquisa.
Atitude passiva.É ativo, tem iniciativa própria.
Sua fonte é o livro e a aula expositiva.Sua fonte é a curiosidade e a pesquisa.
Depende da tutela do professor.Educa a si mesmo, tem decisão e autonomia, respeita o professor como orientador e motivador.
Aprende os conteúdos, apenas recepciona.Usa os conteúdos de maneira criativa, busca o que lhe interessa.
Acomodado, acrítico, desinteressado.Ativo, participativo, crítico.
Em grupos, nunca assume a liderança e permanece indiferente.Em grupos, participa de maneira ativa, ajuda na condução dos trabalhos ou exerce liderança democrática.

O CrEAre– Centro de Ensino e Aprendizagem da PUCPR – atua na formação docente visando a inovação dos processos de ensino e aprendizagem. O que significa essa inovação? Que a aprendizagem precisa ser centrada no estudante, e não no professor. Então, os professores estão sendo incentivados a, gradualmente, deixarem suas posições de transmissores do conhecimento e passarem a mediar a aprendizagem, por meio do uso de metodologias que coloquem os estudantes em atividade, de forma que eles não apenas aprendam o conteúdo, mas saibam o que fazer com ele. Espera-se, também, que os estudantes desenvolvam suas habilidades de comunicação e de trabalho eficiente em equipes.

Valorize as iniciativas dos seus professores na direção de um novo paradigma da educação, em que o professor passa de transmissor para mediador e o estudante é protagonista da sua aprendizagem. Participe das atividades, dedique-se, coopere e desenvolva sua autonomia. O CrEAre está à disposição para informar e tirar dúvidas a respeito dessa iniciativa institucional, que pretende elevar os patamares da qualidade da formação do nosso ensino de graduação.

Para dar maior suporte à expressão escrita dos ingressantes da PUCPR, desde 2013 a Universidade instituiu o Exame de Proficiência em Língua Portuguesa – EPLP como componente curricular obrigatório, no qual o estudante tem que obter nota mínima 7,0 para ser aprovado.

O Exame não é aplicado no caso dos currículos por competências, que vigoram a partir de 2018, e nos quais o desenvolvimento da competência linguística é realizado mediante outras estratégias.

Desde sua instituição, foram implantadas novas estratégias para contribuir com a melhor formação em Língua Portuguesa por parte dos estudantes.

Hoje, o estudante que ingressa na PUCPR deve autoavaliar-se, ou, sob avaliação de professores, identificar seu nível de dificuldade na leitura e na comunicação escrita e buscar apoio nos seguintes recursos disponibilizados pela instituição, antes da realização do Exame:

Oficinas preparatórias gratuitas e facultativas, ofertadas e divulgadas antes da edição de cada exame, para aqueles que têm pouca ou nenhuma dificuldade no uso da língua, mas que gostariam de conhecer e sanar dúvidas a respeito deste exame, seus objetivos e exigências.

Disciplina de “Leitura e Escrita de Textos Técnico-Científicos”- LETTC, nas modalidades presencial e online: trata-se de uma disciplina obrigatória e gratuita, inclusa nas matrizes curriculares de todos os cursos, a qual visa atender estudantes com dificuldade moderada no uso da língua, buscando superá-la e melhorar seu desempenho linguístico e comunicativo.

Porém, o estudante seguro da qualidade da comunicação escrita que pratica, pode fazer o EPLP sem cursar a disciplina e, se obtiver nota igual ou superior a 7,0, obtém dispensa de cursá-la.

Programa Habilidades do Núcleo Básico de Língua Portuguesa – HNB, é gratuito e facultativo, o qual busca recuperar eventuais lacunas ou dificuldades acumuladas no processo de formação do estudante, podendo, inclusive, tornar-se um preparatório para obter melhor desempenho na disciplina Leitura e Escrita de Textos Técnico-Científicos – LETTC e aprovação no EPLP.

Ao término da graduação, o estudante deverá ter comprovada a sua proficiência na língua portuguesa e demonstrar competência na leitura e escrita de textos de natureza técnica e científica, ferramenta básica para o exercício da profissão escolhida, em qualquer função técnica ou nível hierárquico.

O SEAP é um serviço de apoio oferecido pela Pró-Reitoria de Graduação, para estudantes com dificuldades psicopedagógicas e/ou estudantes com deficiências, transtornos de aprendizagem ou síndromes específicas, que possam interferir no seu desempenho acadêmico .

O atendimento pelo SEAP pode acontecer por encaminhamento da coordenação do Curso, por indicação de algum docente que acompanha o estudante e/ou por iniciativa do próprio estudante, familiar ou colega. O importante é detectar possíveis dificuldades crônicas ou pontuais para enfrentá-las adequadamente, superá-las e maximizar o potencial de alcance das oportunidades acadêmicas durante a formação na PUCPR.

Estudantes que já tenham algum diagnóstico acima citado, emitido por especialista, devem declarar suas necessidades e requisitar atendimento especial à Universidade, já no formulário da matrícula, anexando laudo atualizado, com vistas a agilizar as providências necessárias por parte da PUCPR.

A solicitação será submetida à análise e o estudante receberá o resultado desta com as indicações das providências a serem tomadas pela Universidade e os respectivos prazos. Dependendo do nível de complexidade das necessidades de equipamentos, suportes ou outros recursos, os mesmos deverão ser providenciados para o semestre seguinte ao da realização da matrícula.

Além do apoio e dos atendimentos individualizados, o SEAP oferece o PROGRAMA PUMP UP YOUR BRAIN, com com oficinas visando estratégias de estudo, para grupos formados ou aleatórios. Para uma formação efetivamente de qualidade é necessário identificar entraves existentes, criar estratégias para superá-los e trabalhar para o alcance das competências necessárias a cada área de formação e atuação profissional.

O SEAP tem esta função de apoio a professores, gestores acadêmicos, estudantes e familiares visando maximizar as oportunidades de vivência acadêmica e comunitária na PUCPR.

Acesse aqui o formulário de encaminhamento. Este documento deve ser preenchido e encaminhado ao e-mail seap@pucpr.br.


 

Procedimentos de encaminhamento

1

Os estudantes poderão chegar ao SEAP por meio de:
Busca espontânea: quando o estudante procura o SEAP sem indicação de nenhum docente.

2

Encaminhamento pelo Professor Tutor: quando o professor Tutor identificar em suas aulas ou nos encontros tutoriais alguma dificuldade de ordem psicológica e/ou pedagógica que interfere na vida acadêmica do discente. Nesse caso o Professor Tutor deve preencher a Ficha de Encaminhamento que será disponibilizada no sistema EUREKA ou nas secretarias das Escolas. O estudante deve ter ciência do conteúdo da Ficha de Encaminhamento a ser enviada ao SEAP (por e-mail ou via malote), que fará contato telefônico ou por e-mail com o universitário para agendar a primeira entrevista.

3

Encaminhamento pelo corpo docente ou coordenação do curso: Os procedimentos são idênticos ao item anterior.

Localização: 2º andar da Biblioteca Central.
Telefone: (41) 3271-2177 | E-mail: seap@pucpr.br