Engenharia de Alimentos

A produção de alimentos industrializados saudáveis, nutritivos, saborosos, inovadores e seguros ao consumidor é a função principal do Engenheiro de Alimentos. Ele é responsável por atuar na produção industrial de forma ética, garantindo o cumprimento de processos eficientes e sustentáveis. Com mais de 25 anos de experiência, o curso da PUCPR forma profissionais capazes de aplicar processos inovadores na produção industrial, que resultem em alimentos práticos, seguros e com adequada vida útil. Durante a graduação, o estudante tem contato com temas ligados à Química e Bioquímica de Alimentos, à Matemática e Física, a segurança alimentar, aos Processos Tecnológicos da indústria alimentícia, entre muitos outros, e torna-se um profissional inovador e comprometido com o bem-estar e o progresso da sociedade.

CONFIRA TODAS AS FORMAS DE INGRESSO

*Valor da mensalidade conforme o número de créditos das disciplinas sugeridas na matriz curricular. Válido para ingressantes 2018. Para informações de Investimento do seu curso consulte a Minha PUC ou pelo Atendimento Online.

Rankings Avaliações

Ícone Troféu Capes

4

ENADE

Ícone Troféu Capes

4

MEC

Ícone Troféu Capes

3

GUIA DO ESTUDANTE

Galeria de Fotos

Ver galeria completa

Experiências de Aprendizagem

TCC - Projetos 2009/2010

TCC - Projetos 2009/2010

  • Unidade de produção de açúcar

As unidades produtoras de açúcar são indústrias de processamento complexo, e que podem fornecer uma série de produtos, como açúcar refinado, açúcar mascavo, melado e etanol. O Brasil é um grande exportador de açúcar.

  • Unidade de industrialização de tilápia

O pescado tem apelo saudável, mas o consumidor costuma ser resistente ao preparo do pescado em domicílio. Este projeto desenvolveu uma unidade de produção desde o abate da tilápia produzida em sistema de criação até a produção de pratos prontos congelados a partir do filé. A tilápia tem grande aceitação pelo consumidor por ter sabor suave e ter poucas espinhas.

  • Unidade de produção de chá verde pronto para beber

A busca por conveniência e por produtos saudáveis motivou o projeto desta unidade de produção. O chá verde apresenta funcionalidades relacionadas a substâncias antioxidantes que o compõe.

  • Unidade de produção de sorvete com baixo teor de lactose

Esta unidade de produção teve como objetivo atender um público consumidor formado por pessoas intolerantes à lactose, que teriam dificuldade em consumir formulações tradicionais de sorvete.

  • Unidade de processamento de produtos de tomate

Os produtos de tomate, como polpa de tomate, suco de tomate e catchup são muito aceitos pelo mercado consumidor brasileiro, tanto pelo sabor quanto pelas propriedades antitumorais atribuídas ao licopeno, a substância que confere a coloração vermelha do tomate.

  • Unidade de processamento de batata

A batata, um dos vegetais mais consumidos do mundo, tem grande potencial para ser matéria-prima de produtos de conveniência, isto é, prontos ou semi-prontos para consumo. Este projeto desenvolveu linhas de produção de batata pré-frita congelada e de batata chips.


Ver mais

TCC - Projetos 2008/2009

TCC - Projetos 2008/2009

  • Unidade de produção de risoto pronto para consumo

A demanda por produtos de conveniência, isto é, prontos para consumo, vem crescendo no mercado de alimentos. O risoto pronto para consumo tem como proposta a apresentação de um produto armazenado sem refrigeração, cuja embalagem é aberta na hora do consumo e colocada em um forno de microondas, por exemplo, para aquecimento. Não é preciso acrescentar água ao produto.

  • Unidade de produção de leite evaporado

Este produto tem um apelo saudável muito grande, à medida que propõe a substituição, em receitas culinárias, do leite condensado tradicional por um produto também concentrado, mas isento de açúcar. Há, também, um mercado interessante para os sachês de leite evaporado, uma opção prática para incrementar uma xícara de café.

  • Unidade de produção de doce de leite aromatizado

Agregar valor ao doce de leite tradicional é a proposta desse projeto. Acrescentar aromas sofisticados a um produto tradicional, buscando identificar no mercado as embalagens mais adequadas ao novo perfil do consumidor.

  • Unidade de produção de café solúvel aromatizado

A produção de café é bastante complexa, especialmente de cafés solúveis e especiais. A tecnologia envolvida é compatível com este tipo de produto, de alto valor agregado, e que atende um mercado que valoriza o sabor de um bom café. O café solúvel aromatizado vem trazer um diferencial a um produto de grande conveniência, que não prescinde de qualidade e sabor.

  • Unidade de produção de sopas prontas

Também um produto inovador no mercado brasileiro, a sopa pronta para consumo tem um grande apelo de conveniência e de alimento saudável. Serão utilizados ingredientes naturais, buscando um produto identificado com a linha gourmet, que precisa unicamente ser aquecido para consumo, sem necessidade de reidratação.


Ver mais

Ver mais Experiências