DÚVIDAS INSTITUCIONAIS

Por que o Câmpus de Maringá vai virar um centro EAD?

Os números da Graduação EAD da PUCPR demonstram que o Ensino a Distância já é uma realidade no Brasil. Entre dezembro de 2019 e dezembro de 2020 as matrículas para cursos online cresceram em 176%. Já os cursos híbridos aumentaram 244% no mesmo período. Por outro lado, os números relacionados ao ensino presencial – sobretudo em nossa região – seguem modestos e severamente impactados pela pandemia.

O Câmpus Maringá vai fechar?

Não. A PUCPR vai intensificar a oferta de ensino na modalidade online em Maringá, concentrando o presencial em Curitiba, Londrina e Toledo. Ou seja, a PUCPR permanecerá em Maringá com uma oferta ainda mais robusta de cursos de graduação à distância, assim como já acontece em Guarapuava, Cascavel e Ponta Grossa.

Quais motivos levaram a PUCPR a tomar essa decisão?

Como tudo na Universidade, a decisão de concentrar esforços no ensino à distância em Maringá não foi tomada por um rompante e nem motivada por um fator isolado. O desejo crescente dos estudantes por flexibilidade de horários e locais, tão intensificado pela pandemia, foi – sem dúvidas – um forte estímulo, assim como a possibilidade de promover investimentos de forma mais eficiente. Nesse sentido, constatou-se que concentrando atividades presenciais em menos cidades, possibilitamos a inclusão e a manutenção de laboratórios e estruturas mais modernas e de qualidade, como é nosso objetivo, assim como potencializamos a nossa capacidade de investimento em tecnologia para mediar o aprendizado nos cursos ofertados pelos meios digitais.
Destacamos que a PUCPR segue em Maringá e permanece com o objetivo de estreitar ainda mais os laços com essa comunidade, porém, de uma forma personalizada e mais conectada aos seus anseios.

E o que acontece com os estudantes de cursos presenciais em Maringá?

É importante referir que a permanência presencial no câmpus de Maringá se estenderá até o final de 2021, de modo que os formandos não sofrerão qualquer impacto. Os estudantes com a graduação em trâmite contarão com a opção de concluir os seus estudos nos mesmos cursos, preservando a presencialidade e com a mesma excelência no câmpus da PUCPR em Londrina, com transporte específico fornecido gratuitamente pela Universidade. Outra opção é a migração para os cursos da modalidade online na PUCPR, caso exista a modalidade compatível. Para os estudantes de pós-graduação, os cursos irão finalizar presencialmente em Maringá até dezembro/2021

Quando esta mudança irá acontecer?

A partir de janeiro/2022. As mudanças estão sendo comunicadas agora para que tenhamos tempo de acomodar as necessidades dos nossos estudantes da melhor maneira possível.

Os professores e colaboradores serão demitidos em massa?

Não. Faremos o possível para acomodar o maior número de colaboradores no câmpus Londrina ou em nossos cursos de graduação online. Trabalharemos individualmente com eles nestes próximos meses para que tudo ocorra da forma mais humana e cuidadosa possível.

Acabei de iniciar meu curso, ele também irá para Londrina?

Todos os cursos de graduação presencial terão continuidade em Londrina a partir de janeiro/2022 independente do semestre em que o estudante esteja.

Estou no último ano, meu curso também irá para Londrina?

Todos os cursos de graduação presencial terão continuidade em Londrina a partir de janeiro/2022 independente do semestre em que o estudante esteja.

Como serão essas aulas presenciais em Londrina?

Da mesma forma como acontecem hoje presencialmente em Maringá. Assim que a pandemia acabar e as condições de saúde permitirem, tudo voltará ao normal.

Já definiram qual será a empresa que vai transportar os estudantes?

Ainda não, mas garantimos que estamos contratando empresas que estejam com toda a documentação regularizada para este tipo de transporte. Além disso, esclarecemos que será contratado o seguro correspondente para todos os estudantes que optarem pela migração ao câmpus de Londrina.

Em caso de acidente na estrada, a PUCPR vai se responsabilizar?

A PUCPR adotará todas as medidas para mitigar eventualidades, desde a contratação de uma empresa idônea e que ofereça todos os protocolos de segurança aos nossos estudantes, além de contratar o seguro compatível e cumprir as demais exigências legais relacionadas.

Vocês vão indenizar estudantes que mudaram para Maringá só para estudar? Alugaram apartamento, compraram móveis, e agora?

É importante destacar que essa movimentação para o câmpus de Londrina não inviabiliza a moradia em Maringá, sobretudo porque a PUCPR irá oferecer transporte até Londrina diariamente. Desta forma não há motivo para preocupação com perdas financeiras relacionadas à moradia, transporte e etc.

Como será o diploma dos estudantes que optarem pelo ensino à distância?

No Brasil, conforme as regras do MEC, não existe qualquer distinção ou referência específica nos diplomas em razão da metodologia de ensino. Sendo assim, os diplomas serão iguais – Bacharel ou Licenciado pela PUCPR -, sejam eles obtidos por meio de uma graduação online ou presencial.

No caso do estágio obrigatório, como os estudantes que moram em Maringá, mas estudam em Londrina vão fazer?

Os estágios obrigatórios serão realizados preferencialmente no local de endereço do registro acadêmico dos estudantes, que no caso será em Londrina a partir de agosto de 2021, com o intuito de assegurar que essa prática esteja plenamente compatível com as atividades educacionais do estudante/estagiário. Entretanto, se a distância não inviabilizar ou prejudicar as atividades acadêmicas do estudante, não se vislumbram riscos relacionados à execução de estágio em outra localidade (que não aquela do registro acadêmico).
Nesse sentido, importa esclarecer também que o MEC autoriza que as atividades extracurriculares também sejam validadas como estágio obrigatório e, por isso, estamos trabalhando para formalizar convênios com instituições públicas e privadas a fim de garantir estágios obrigatórios também em Maringá.
Sendo assim, o estudante poderá optar pelo estágio nos núcleos de prática de Londrina (com disponibilidade de transporte) ou nas instituições conveniadas de Maringá.

Existe diferença entre as mensalidades de Londrina e Maringá? Como fica essa questão?

De um modo geral, o estudante da PUCPR compõe sua mensalidade a partir das disciplinas que cursa, então cada mensalidade é diferente conforme as disciplinas que ele escolheu para cumprimento naquele semestre específico.

As graduações EAD serão mais baratas do que as convencionais?

Sim, a graduação EAD tem valor de disciplina/mensalidade menor que a presencial. Nesse caso, se o estudante optar por migrar para um curso à distância, será desenvolvida uma análise curricular para entender quais disciplinas ainda faltarão para concluir e qual o valor de mensalidade compatível.

Caso os estudantes queiram fazer a transferência para outra instituição, como se dará esse processo? Existem todos os cursos oferecidos pela PUCPR em outras Universidades de Maringá?

O processo de transferência não é novo e sempre ocorreu entre instituições. A PUCPR se compromete a ser muito ágil na entrega de toda a documentação necessária pelo estudante para que proceda a sua transferência, mas não podemos apresentar qualquer garantia de que existam vagas nos cursos e períodos exatos conforme a necessidade de cada estudante em outras Universidades. Por outro lado, caso o nosso estudante manifeste interesse em seguir conosco no câmpus de Londrina, asseguramos a disponibilidade de vaga.

O que acontecerá com o espaço do Câmpus?

O espaço físico onde hoje está o Câmpus Maringá é alugado. A PUCPR irá encerrar o contrato com o locador e as atividades EAD continuarão em outro endereço a ser divulgado.

Onde será a sede EAD em Maringá?

Estamos estudando diversas possibilidades e todos serão comunicados assim que houver uma definição.

A PUCPR Maringá oferecerá novos cursos na modalidade EAD?

Sim. A PUCPR está ampliando significativamente o seu portfólio de cursos EAD, ano após ano, e este movimento deve ser potencializado no futuro. Então, a cada semestre, novos cursos serão ofertados, como parte da estratégia de adaptação aos novos tempos e desafios.

Quais são as graduações oferecidas hoje pelo Câmpus Maringá?

Atualmente o Câmpus de Maringá oferece as seguintes graduações: Administração, Bacharelado em Negócios, Ciências Contábeis, Ciências da Religião, Criminologia com Ênfase em Segurança Pública, Desenvolvimento de Sistemas e Empreendedorismo, Direito, Educação Física, Filosofia, Física, Letras (Português-Inglês), Marketing 4.0, Pedagogia, Psicologia, Matemática, Química e Sistemas de Informação. Os cursos têm duração entre 03 (três) e 05 (cinco) anos, sendo que vários já possuem o formato 100% online, alguns híbridos e aqueles presenciais. Já para quem prefere os cursos tecnólogos, o Câmpus de Maringá conta com as seguintes opções: Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Big Data e Inteligência Analítica, Gestão Comercial, Gestão de Marketing e Mídia Sociais, Gestão de Recursos Humanos, Gestão de Tecnologia da Informação, Gestão Financeira, Gestão Pública, Logística e Processos Gerais. Todos eles hoje já funcionam na modalidade EAD.

Os estudantes poderão ter acesso aos livros que ficam na biblioteca do Câmpus?

Sim. Todos os estudantes da PUCPR, independentemente da cidade ou modalidade, possuem livre acesso a todo o acervo de livros nas bibliotecas físicas de qualquer Câmpus e, ainda, a versão virtual.   A Biblioteca de Maringá deixa de existir no fim de 2021 e os livros serão transportados para a biblioteca de Londrina.

Como fica a situação dos estudantes com financiamento estudantil e PROUNI que optarem por transferir para outra Instituição de Ensino?

O processo de transferência ocorrerá normalmente, respeitando a regra de cada financiamento estudantil e do PROUNI. Para a transferência, o estudante precisa ter a nota do ENEM maior do que o último convocado no curso em questão.

Por que foi liberado processo seletivo para ingresso 2021, mesmo com a decisão em curso?

Era importante para a instituição verificar se os seus esforços em ampliar a captação surtiriam efeitos positivos e poderiam promover uma mudança de cenário considerável, o que de fato não aconteceu. Pelo contrário, os resultados obtidos em relação a matrículas e rematrículas, demonstraram a assertividade dessa proposta de mudança.

ATENDIMENTO AO ESTUDANTE

Como funciona o processo de transferência entre os Câmpus da PUCPR?

O estudante pode abrir um protocolo através do portal do aluno, pelo caminho “Menu/ Protocolos/ Incluir Protocolos/ Grad. Pres – Mudança de Câmpus MGA”, ou através da equipe de atendimento pelos canais oficiais. (www.pucpr.br/atendimento-ao-estudante/)

Os estudantes de outras cidades da região de Maringá terão que pagar transporte até o ponto de coleta definido pela PUCPR em Maringá?

Estamos fazendo um estudo, analisando as cidades de origem de nossos estudantes e apresentaremos uma proposta em breve.

Existirá algum canal de comunicação para solucionar nossas dúvidas?

Temos no nosso site uma FAQ com as perguntas e respostas mais frequentes, porém, caso ainda permaneça com dúvidas poderá acionar o atendimento pelos canais disponibilizados pela Universidade:
Telefone (44) 3025-8700
CHAT – https://www.pucpr.br/
WHATSAPP – https://api.whatsapp.com/send?phone=+55(41)32711555

Será possível a transferência entre Câmpus já no 1º Semestre de 2021?

Sim, o fluxo de transferência está disponível e se dará de acordo com os prazos comuns.

Como funciona o processo de transferência de Câmpus? Este será facilitado?

A PUCPR está sempre voltada para a facilitação dos procedimentos internos e no caso específico estabeleceu um fluxo dinâmico e sem custo de transferência aos estudantes que optarem pela vinculação ao Câmpus Londrina.
O estudante pode abrir um protocolo através do portal do aluno, pelo caminho “Menu/ Protocolos/ Incluir Protocolos/ Grad. Pres – Mudança de Câmpus MGA”, ou através da equipe de atendimento pelos canais oficiais. https://432f5d.mannesoftprime.com.br/webaluno/index.php

ESTRUTURA EM MARINGÁ

Para quem estuda de manhã em Londrina e tem estágio à tarde em Maringá, o transporte chegará em tempo?

Disponibilizaremos vários horários de transporte visando atender as demandas pedagógicas e acadêmicas, conforme cronograma da instituição.

Em caso de ofertas de atividades extracurriculares em Londrina (como palestras, eventos acadêmicos e etc), haverá transporte disponível?

Sim, para todas as atividades pedagógicas e acadêmicas da instituição e que possuam vinculação com a integralização curricular do estudante, haverá disponibilidade de apoio logístico.

Com relação a acesso ao acervo bibliotecário do Câmpus Maringá, como ficará?

O Acervo ficará disponível até o encerramento das atividades presenciais em Maringá e na sequência, será remanejado ao Câmpus Londrina. Lembrando, também, que o acervo virtual fica disponível ao estudante, inclusive após a graduação.

Quais serão os horários de transportes para Londrina?

O Itinerário ainda não foi construído. Contudo, garantimos que ele contemplará horários que atendam todas as atividades acadêmicas ofertadas no Câmpus Londrina.

O que acontecerá com os estudantes que já têm contratos de estágio não-obrigatório assinados e em exercício, muitos deles com data de término posterior a dezembro?

Os estágios não-obrigatórios continuam ocorrendo, sem necessidade de alterações nesse momento. Na sequência, pode se apresentar a necessidade de adequação de horários. Mas, uma vez matriculados na PUCPR, a relação contratual de estágio dos estudantes continua em vigor, tendo em vista que esta foi firmada entre a PUCPR, o estudante e a Parte Concedente de estágio. Caso o estudante não se mantenha matriculado na instituição, o estágio, como pede a lei, será rescindido.

Como funcionará o transporte para Londrina, levando em conta o volume de turmas? E os estudantes trabalhadores, o transporte atenderá em tempo hábil?

A PUCPR não medirá esforços para que todos os estudantes sejam atendidos pelo transporte, independentemente do número de turmas ou horários. Garantiremos a qualidade e uma ótima experiência aos nossos estudantes.

Com ficarão os estudantes que cursam disciplinas em dois períodos?

Nossa universidade disponibilizará apoio logístico em todos os turnos onde há atividade pedagógica.

Em caso de remanejamento de professores, como ficarão os PIBICs?

Todos os projetos terão conclusão no mês de julho, sendo assim, não haverá impacto, e o relatório final será concluído normalmente.

Como funcionará a disciplina de TCC com a mudança para Londrina? O corpo docente será de qual Câmpus?

Os professores na medida do possível e de suas disponibilidades serão realocados e, se houver mudança de orientador, esta será definida em conjunto com as coordenações de Maringá e Londrina. No caso de alteração, um novo orientador seguirá com o projeto com toda qualidade e foco no estudante, garantindo a experiência PUCPR.

Para os estudantes que não dispõem de tempo de deslocamento para Londrina, o que será feito?

Para ser transferido ao Câmpus Londrina, faz-se necessário tempo de deslocamento. Portanto, é importante que todos os estudantes que optem pela transferência, se organizem ao longo do ano para dar continuidade aos estudos em Londrina.

Podemos optar para migração de outro Câmpus que não seja o de Londrina?

Sim, todos as nossas sedes estarão prontas para acolher os estudantes que não optarem por Londrina. Contudo, não há previsão de concessão dos benefícios atrelados à Londrina, sobretudo no que se refere ao transporte.
Para os que optarem por Curitiba ou Toledo, não estão previstas excepcionalidades vinculadas ao processo de transferência.

Quais são as opções para quem não optar pelas viagens diárias para Londrina?

Trata-se de uma questão pessoal e individual de cada estudante ou família. Porém, existem alternativas de mudança de cidade para os demais Câmpus da PUCPR (Toledo e Curitiba) e, ainda, a transferência para outras instituições de ensino superior.

No caso do estágio obrigatório, como os estudantes que moram em Maringá, mas estudarão em Londrina, irão fazer?

Os estágios obrigatórios a serem cumpridos a partir do próximo ano poderão ser realizados em Londrina. Estamos trabalhando para formalizar convênios com instituições públicas e privadas que serão utilizados como meio para cumprir os estágios obrigatórios também em Maringá, sendo uma opção do estudante realizar seu estágio nos núcleos de prática de Londrina ou nas instituições conveniadas de Maringá.

DECISÕES FUTURAS

Existe alguma possibilidade do curso de Direito voltar presencialmente para Maringá?

Todos os esforços praticados pela Universidade para a manutenção da presencialidade em Maringá não foram convertidos em novos entrantes e, para que não haja retrocesso nos nossos projetos de excelência, foi necessário recalcular a rota. Os desafios trazidos pela pandemia, o contexto da cidade de Maringá e, sobretudo, o comportamento e os anseios do jovem em relação ao Ensino Superior, nos demonstram que a potencialização do ensino à distância nesta cidade foi uma decisão acertada.

Os estudantes que optarem em mudar a residência para Londrina terão algum amparo?

Para os estudantes que decidirem mudar de cidade não há previsão de assunção de custos pela Universidade. Entretanto, para o estudante que reside em Maringá e que decidir migrar para o câmpus de Londrina, o translado será custeado pela Universidade durante todo o período de sua formação.

O curso de Direito pode ser ofertado na modalidade EAD?

Não. Por isso, optamos por oferecer o transporte para Londrina custeado pela Universidade.

Por que os estudantes não foram comunicados antes?

É importante destacar que esse comunicado impactaria em qualquer momento e, por isso, optamos por trazê-lo aos estudantes e colaboradores com aquele prazo que entendemos suficiente para que as pessoas se organizassem
Ocorre que, após a escuta dos estudantes, percebemos que a transição seria mais leve com a extensão do prazo para o final do ano, mesmo com a Universidade sofrendo os impactos financeiros dessa alteração.
Sendo assim, conforme alinhado com a nossa comunidade acadêmica, o encerramento das atividades presenciais no câmpus localizado na Avenida Duque de Caxias, 1220 – Zona 7, será em dezembro de 2021.

Será ensino híbrido? Haverá opção de alguns dias da semana presencial e outros remotos?

Não. Será cumprida a mesma rotina acadêmica que se desenvolve nos dias de hoje.

Por que a desativação não foi planejada de maneira gradativa com o intuito de preservar a modalidade de graduação que foi contratada por os estudantes?

A desativação gradativa se mostrou uma alternativa inviável. Por outro lado, após o estudo aprofundado de todos os cenários, a possibilidade de transferência dos estudantes para Londrina, apresentou-se como a melhor via de oferecer aos estudantes ensino de qualidade, viabilidade econômico-financeira e, sobretudo, a diplomação PUCPR

Por que os estudantes não foram envolvidos na tomada desta decisão?

Esta decisão foi pautada em movimentos estratégicos da instituição, porém, utilizando como premissas a ética com as partes envolvidas e, sobretudo, a manutenção da prestação de serviços educacionais de excelência e a formação integral.

Alguma possibilidade de retomada do ensino presencial antes de dezembro?

Este assunto não depende exclusivamente da Universidade. Gostaríamos de recebê-los presencialmente o quanto antes, contudo, seguimos atentos aos decretos vigentes e as orientações sanitárias para a contenção da pandemia do novo coronavírus.

Por que esse comunicado não foi liberado antes da rematrícula?

Era importante para a instituição acessar a quantidade de matrículas e rematrículas antes de sacramentar o movimento, até para avaliar se haveria uma mudança de cenário considerável, o que de fato não aconteceu.
No entanto, tomamos o cuidado de comunicar as mudanças com meses de antecedência e procedendo os ajustes que se mostrem pertinentes.

Existe possibilidade de optar por aulas remotas após a migração para Londrina?

As aulas remotas nos cursos presenciais são permitidas somente durante o período de pandemia, mas caso haja interesse em cursos da modalidade online, a alteração pode ser feita a qualquer tempo.

Como foi o processo que levou a esta decisão?

Como tudo na Universidade, a decisão de concentrar esforços no ensino à distância em Maringá não foi tomada por um rompante e nem motivada por um fator isolado. O desejo crescente dos estudantes por flexibilidade de horários e locais, tão intensificado pela pandemia, foi – sem dúvidas – um forte incentivo, assim como a possibilidade de promover investimentos de forma mais eficiente. Nesse sentido, percebeu-se que concentrando atividades presenciais em menos cidades, possibilitamos a inclusão e a manutenção de laboratórios e estruturas mais modernas e de qualidade, como é nosso objetivo, assim como potencializamos a nossa capacidade de investimento em tecnologia para mediar o aprendizado nos cursos ofertados pelos meios digitais. Destacamos que a PUCPR segue em Maringá e permanece com o objetivo de estreitar ainda mais os laços com essa comunidade, porém, de uma forma personalizada e mais conectada aos seus anseios
Como se vê, o processo de decisão foi pautado na manutenção da excelência, na educação integral e de qualidade e, também, na sustentabilidade da missão institucional.

As aulas deste ano serão na modalidade presencial, online ou híbrida?

Nada muda neste ano. As aulas seguirão no formato compatível com os decretos vigentes e com as orientações sanitárias relacionadas.

Existe alguma possibilidade para que o curso de filosofia continue na modalidade presencial em Maringá?

Somos uma Pontifícia Universidade Católica e temos uma missão indissolúvel junto à Igreja. Por conta dessa relação que transcende a esfera contratual, estamos estudando, em conjunto com os bispos, qual a melhor forma de seguir correspondendo às necessidades de formação da Igreja.

Essa proposta de modalidade online é em formato EAD (gravadas) ou aula ao vivo?

A PUCPR acredita no ensino online de qualidade e não medirá esforços para entregar a melhor experiência possível de aprendizagem. O que acontece na maioria dos cursos online é a pouca variação das estratégias de mediação tecnológica, predominando o relacionamento passivo do estudante com a tecnologia e a mera substituição de práticas tradicionais. O artigo do professor Vidal, nosso vice reitor, esclarece melhor o que pensamos sobre o ensino online: https://pucpr.app/educacao-online

Quais são as alternativas para continuidade do curso?

Para continuar conosco, você pode optar pela transferência para Londrina ou outro Câmpus PUCPR, ou ainda optar pela educação à distância, caso o seu curso seja contemplado pelo portfólio da Universidade.

Na opção do ensino semipresencial, a etapa de presencialidade acontecerá em Maringá?

Não, o conteúdo presencial será cumprido em Londrina. Pela regulamentação do MEC, o estudante só poderá ter aula presencial na cidade onde está devidamente matriculado. Ou seja, como os estudantes serão transferidos para Londrina, as aulas presenciais deverão acontecer naquela cidade.

Essa é uma tendência da PUCPR? Existe a possibilidade do fechamento de outros Câmpus para investir em EAD?

Não podemos deixar de reconhecer que o ensino à distância é uma tendência que se fortaleceu muito agora na pandemia. Afinal, todos ficamos em casa e entendemos que é possível sim ter aprendizado de qualidade ainda que através da mediação de tecnologia. Hoje, a PUCPR segue atenta aos movimentos do mercado e necessidades de seus estudantes, de modo que se encontra presente em grandes polos do estado do Paraná, oferecendo ensino à distância (Ponta Grossa, Cascavel, Guarapuava e em breve Maringá) e modalidade presencial (Curitiba, Toledo e Londrina), com toda a infraestrutura necessária para que as atividades aconteçam. Não podemos prever o futuro sobre nossa presença física nestas ou em outras cidades, mas garantimos que uma coisa é certa: não abrimos mão de qualidade, seja qual for a modalidade de ensino escolhida por nossos estudantes.

JURÍDICO

Haverá algum contrato ou aditamento contemplando toda a mudança, com registro da garantia de transporte?

Todos os estudantes serão vinculados à Universidade por meio de um contrato de prestação de serviços educacionais condizente com a opção adotada, assim como todas as concessões e excepcionalidades advindas da transferência para o Câmpus Londrina, deverão ser formalizadas por meio de um instrumento contratual adequado.

Terei que assinar um novo contrato ou a mudança acontecerá automaticamente?

A mudança não acontecerá automaticamente. Você terá que realizar o pedido de reopção de curso, ou seja, será necessário assinar firmar um novo contrato.

FINANCEIRO / MENSALIDADES

Quem é de Maringá e optar para ir a Londrina terá algum benefício na mensalidade?

É importante esclarecer que em razão do nosso sistema de créditos, cada estudante propenso à migração receberá atendimento personalizado em relação à mensalidade e benefícios associados.

Precisarei assinar algum Termo de Ciência sobre este desconto?

Sim, será elaborado um Termo de Ciência, no qual serão apresentadas todas as regras relacionadas à reopção de curso e os impactos financeiros favoráveis relacionados, bem como a exposição das condições para manutenção dessa excepcionalidade e as hipóteses de revisão da referida concessão.

Se eu aceitar ir para Londrina e depois me arrepender, vocês devolverão meu dinheiro?

Caso o estudante não deseje encerrar o seu vínculo com a PUCPR, basta não realizar a rematrícula no próximo semestre. Nesse caso será adotado o mesmo fluxo dos processos para estudantes que decidem ir para outra instituição e, se tiverem iniciado o 1º semestre de 2022 em Londrina, não haverá devolução de valores.
Devoluções do valor da rematrícula são restritas aos casos previstos por Lei, ou seja, nas hipóteses em que o pedido for formalizado em até 07 (sete) dias antes do início das aulas.

Quais os procedimentos para reembolso das mensalidades para quem quiser cancelar o curso e para quem quiser trancar o curso?

CALOURO (CANCELAMENTO): Caso o estudante não queira mais estudar na PUCPR Câmpus Maringá e deseje CANCELAR o curso que ainda não iniciou, será devolvido 100% das parcelas pagas. O pedido poderá ser realizado até dia 15/03/21 (data do início do semestre letivo para calouros). Após esta data, entendemos que você optou por permanecer na PUCPR.
VETERANO (CANCELAMENTO ou TRANCAMENTO): Caso o estudante não queira mais estudar na PUCPR Câmpus Maringá e não possui interesse em migrar para o Câmpus Londrina a partir de janeiro/22, ou seja, deseja CANCELAR o curso, será devolvido 100% da parcela paga (rematrícula). Além disso, deverá ficar atento ao prazo de solicitação, visto que o pedido de devolução seguirá o padrão usual e em atendimento a regra contratual, dependendo sempre da data da formalização do cancelamento.

ATENÇÃO: ao solicitar o trancamento em 2021/2 e potencial reabertura a partir de 2022/1, a reabertura será realizada automaticamente no mesmo curso, porém no Câmpus Londrina, pois todos os estudantes com situação de trancamento poderão, conforme regimento da PUCPR retornar em até 2 (dois) anos. Neste caso deverão retornar para o Câmpus de Londrina.
O processo para solicitação será por meio da abertura do protocolo exclusivo com nome de Grad. Pres – Compensação/Devolução de Verbas MGA e o prazo para devolução ocorrerá em até 15 (quinze) dias úteis após a formalização do protocolo. A devolução somente ocorrerá via depósito em conta corrente em nome do estudante. Caso seja necessário devolução em conta de terceiro o estudante precisará preencher um Termo de Autorização, onde autoriza a PUCPR a realizar a devolução em conta de terceiro.