https://www.pucpr.br/campus-londrina

Notícias - 12 mar 2019

Câmpus Londrina promove evento sobre incentivos municipais para startups

Talk show contou com a presença do secretário municipal de tecnologia de Presidente Prudente

O modelo “startup” já é uma realidade no mercado brasileiro. Fundos de Investimento, Aceleradoras, Incubadoras, Entidades Fomentadoras, Empreendedores, Investidores Individuais, Instituições de Ensino estão em uma curva ascendente no chamado “ecossistema empreendedor” e o poder público faz parte e está a cada dia mais integrado a este ecossistema. Criar condições para que as startups possam avançar com seus projetos de forma “sustentável” é uma parte desta equação e o poder público pode contribuir com políticas que ajudem principalmente no início da operação das startups.

A PUCPR Câmpus Londrina convidou o secretário municipal de tecnologia de Presidente Prudente, Rogério Alessi, para um talk show no dia 08 de março, que abordou as políticas municipais de incentivo para startups. Alessi apresentou as iniciativas e experiências que a Prefeitura de Presidente Prudente desenvolveu para fomentar o ecossistema da cidade. Foram criadas leis municipais de inovação que contribuem para o desenvolvimento sustentável do ecossistema, assim, os aparatos jurídicos promovem o investimento em inovação da região.

“É importante o apoio do poder público, mas ele não pode ser indutor único do processo. O ecossistema deve tomar as rédeas para que o desenvolvimento seja contínuo”, apontou Rogério Alessi. Entre as iniciativas propostas, Alessi destacou a criação de um conselho e um fundo municipal de inovação que dão suporte de capacitação e investimento nos projetos inovadores da cidade.

Londrina é uma cidade importante no ecossistema nacional de empreendedorismo e inovação, principalmente quando se trata de startups. A cidade ocupa um lugar de destaque no último levantamento da ABS Associação Brasileira de Startups, sendo a principal cidade em densidade de startups do Paraná.

A Aceleradora Hotmilk da PUCPR e o Câmpus Londrina são protagonistas no ecossistema local e fomentar discussões desta envergadura que venham contribuir para o avanço destes modelos de negócios também é missão da Universidade, que, desta forma, contribui com o desenvolvimento da região.

Este dado aponta para uma “tendência”: a descentralização dos negócios de inovação e empreendedorismo. O interior está mostrando a sua força, não ficando a inovação restrita a São Paulo, Curitiba, Florianópolis, Belo Horizonte e Recife.

Recomendadas para você