PUCPR

Sub Menu contents

Sobre o Tecnólogo

Afinal, o que é um tecnólogo?
Ao contrário do que muitos pensam, o tecnólogo não é um profissional que realizou um curso técnico ou que trabalha na área de tecnologia. O curso de tecnólogo é uma modalidade de graduação de nível superior, que se concentra em uma área específica do conhecimento e é voltada para o mercado de trabalho.
Embora tenha a sua origem no setor de tecnologia, atualmente diversas áreas estão descobrindo a metodologia, como gestão, comércio, turismo e comunicação.
Outra característica dos cursos para tecnólogos, é que eles são rápidos, com duração de 2 a 3 anos, o que permite ao aluno ingressar mais rapidamente no mercado.

A quem interessa?
O curso de tecnólogo não é voltado apenas para estudantes que estão saindo do Ensino Médio. Esse tipo de formação também interessa a profissionais que ainda não possuem diploma de graduação ou que desejam valorizar o currículo na área em que atuam. Por serem mais rápidos e possuírem menos matérias, atendem perfeitamente a quem pretende conciliar os estudos com a atividade profissional.

Qual a diferença entre um curso superior de graduação convencional (bacharelado) e um curso superior de tecnologia (tecnólogo)?
A primeira diferença é o tempo de formação: o curso para tecnólogo possui duração mais rápida, de 2 a 3 anos. A segunda, é que o tecnólogo possui uma formação específica para o mercado de trabalho, enquanto o bacharelado confere uma formação mais abrangente.

O diploma obtido no curso superior de tecnologia é igual ao obtido no curso superior de graduação convencional?
O curso de tecnólogo oferece um diploma de graduação em nível superior exatamente como qualquer outro curso de bacharelado.

Após concluir um curso superior de tecnologia (tecnólogo), o profissional pode dar prosseguimento aos seus estudos realizando cursos de extensão, especialização, mestrado ou doutorado?
A LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação, Lei 9394/1996) permite que o tecnólogo dê continuidade aos seus estudos em outros cursos e programas de educação superior, como extensão, pós-graduação, mestrado e doutorado. Depende, evidentemente, do interesse do tecnólogo.

Há espaço no mercado para os tecnólogos?
Embora esse tipo de graduação seja recente, ele só cresce no país. As empresas, aos poucos, conhecem esse novo perfil de profissional e verificam que o tecnólogo possui uma formação bastante sólida. De acordo com as pesquisas da PUCPR realizadas com 55 grandes empresas de Curitiba, 43% das admissões realizadas na cidade, em 2008, poderiam ser atendidas por tecnólogos.

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ - PUCPR

Câmpus Curitiba | Câmpus Londrina | Câmpus Maringá | Câmpus São José dos Pinhais | Câmpus Toledo | Tecnólogos - Unidade Centro - Curitiba