PUCPR

Sub Menu contents

Manual do Aluno

1) Concepção do Projeto Comunitário

O Projeto Comunitário é uma ideia social emergente de pensar e praticar ações sociais em um processo acadêmico de relação universidade - sociedade, que visa à melhoria da qualidade de vida e o desenvolvimento econômico e social da comunidade paranaense.
Assim, à luz deste entendimento e tendo por foco a formação integral de cidadãos conscientes e preocupados com a atual realidade social, o Projeto Comunitário significa, igualmente, envolvimento e participação do aluno na sua preparação para a vida, constituindo-se uma ferramenta capaz de ativar o processo de consolidação de uma cultura de responsabilidade e integração social.

2) Caracterização e objetivo

O Projeto Comunitário é uma disciplina de 36 horas, sendo 4 horas de preparação e 32 horas de realização da ação social, integrante do currículo de todos os cursos de graduação da PUCPR, desenvolvida por acadêmicos matriculados. Sua realização acontece por meio de planos de atividades previamente aprovados pela Pró-Reitoria Comunitária da PUCPR. Tem como objetivo auxiliar no cumprimento da missão institucional, sensibilizando o acadêmico para a realidade social.

3) Quais são as etapas do Projeto Comunitário?

Primeira etapa - Participação do acadêmico na Etapa de Preparação (4 horas), sendo pré-requisito para realização da inscrição nas ações sociais ofertadas pelo Núcleo de Projetos Comunitários.

Segunda etapa - Inscrição do acadêmico para as ações sociais do Projeto Comunitário.
Terceira etapa - Realização pelo acadêmico das ações sociais nas quais se inscreveu.
Quarta etapa - Preenchimento da Avaliação Final pelo acadêmico no sistema IGER da PUCPR, referente a cada inscrição e ação realizada.

Quinta etapa - Validação da carga horária realizada pelos acadêmicos. A validação ocorre por meio do envio da ficha de frequência (por parte da instituição) ao Núcleo de Projetos Comunitários, que se responsabiliza pela validação no sistema.

4) Quais os procedimentos para participar do Projeto Comunitário?

1. PRIMEIRO PASSO – PREPARAÇÃO

No início de cada semestre letivo da PUCPR, a equipe técnica do Projeto Comunitário visita as turmas dos cursos convocados a participarem da Etapa de Preparação do Projeto Comunitário, naquele semestre. Na oportunidade, é entregue o Manual do aluno e o calendário de Etapa de Preparação de cada curso. Durante a Etapa de Preparação o acadêmico recebe informações sobre questões sociais relevantes, que justificam o Projeto Comunitário, além de informações sobre procedimentos e forma de operacionalização deste. Para participar da Etapa de Preparação, o acadêmico tem uma tolerância de horário na entrada, que é de 10 minutos de atraso, não sendo autorizada a saída antecipada.

Os acadêmicos deverão comparecer com a sua carteira de estudante e apresentá-la na recepção do auditório. Caso o acadêmico não compareça no dia e horário marcados, deverá efetuar a inscrição (via site) para participar da Etapa de Preparação Remanescente, caso contrário, não poderá realizar a sua inscrição nas ações sociais ofertadas do semestre vigente.

Na Etapa de Preparação, o acadêmico recebe uma declaração, a qual assina, afirmando ter conhecimento do conteúdo deste manual e atualizando seus dados pessoais para contato. Por esse motivo, o manual é entregue em sala de aula alguns dias antes da data prevista para a participação do acadêmico na referida etapa.

2. SEGUNDO PASSO - INSCRIÇÃO PARA AS AÇÕES SOCIAIS

O período de inscrição ocorre no início de cada semestre letivo, conforme divulgado em informativos entregues em sala de aula e/ou no calendário acadêmico da PUCPR. Poderão inscrever-se os acadêmicos dos cursos de graduação que estiverem devidamente matriculados e que participaram da Etapa de Preparação.
A inscrição para as ações sociais é efetuada via internet, ou por apresentação formal do formulário de Proposta de Ação Alternativa, que deverá ser submetida à avaliação da Coordenação do Núcleo de Projetos Comunitários, cujo formulário encontra-se disponível no site supramencionado.

No ato da inscrição, o acadêmico deverá emitir o comprovante de inscrição para ser apresentado ao responsável pela ação social para a qual se inscreveu.

3. TERCEIRO PASSO - REALIZAÇÃO DA AÇÃO SOCIAL

Ao comparecer para a realização da ação social, o acadêmico deverá registrar sua presença junto ao responsável pela atividade, na Ficha de Acompanhamento de Frequência (modelo disponibilizado pelo Projeto Comunitário às instituições). Para o devido efeito, o registro deverá conter a assinatura do responsável e do acadêmico.
A Ficha de Acompanhamento de Frequência é o único comprovante de que o acadêmico compareceu e realizou a ação no devido local, entretanto a ficha tem um protocolo na parte inferior, o qual deve ser preenchido com as informações pertinentes e entregue ao acadêmico ao término da ação social. Esse protocolo serve como garantia, ao acadêmico, de sua carga horária realizada na instituição.

4. QUARTO PASSO - AVALIAÇÃO FINAL

Para cada inscrição, o acadêmico deverá preencher uma Avaliação Final, disponibilizada no sistema IGER, no menu iniciar> alunos> graduação>projeto comunitário> avaliação final. O acesso à avaliação também pode ser feito pelo site do Projeto Comunitário, o qual direciona ao IGER diretamente à tela da avaliação e também pela intranet. A avaliação será liberada 24 horas após a data de término da ação (que aparece no comprovante de inscrição do acadêmico).

5. QUINTO PASSO - VALIDAÇÃO DE FREQUÊNCIA

Serão computadas as horas efetivamente cumpridas na ação. A validação de frequência ocorrerá por meio da Ficha de Acompanhamento de Frequência, devidamente assinada pelo acadêmico e pelo responsável da ação. Essa deve ser apresentada ao Núcleo de Projetos Comunitários pelos responsáveis pelas ações.
O acadêmico somente estará aprovado na disciplina “Projeto Comunitário” se tiver cumprido integralmente todos os “Cinco Passos do Projeto Comunitário”.

5) Quais os procedimentos para cancelar a inscrição?

Caso o acadêmico necessite, por algum motivo, cancelar a sua inscrição, deverá comparecer ao Núcleo de Projetos Comunitários para justificar, por escrito, mediante preenchimento de declaração, o seu pedido. Caso não continue na atividade inscrita e não a cancele, não poderá realizar nova inscrição no site posteriormente.
O cancelamento de inscrição e o reencaminhamento para outra atividade, no mesmo semestre, somente será permitido por motivo de doença e com apresentação de atestado médico. Quaisquer outros motivos de cancelamento serão reencaminhados para efetivação de nova inscrição no semestre subsequente.
Também poderá ser objeto de cancelamento da inscrição a conduta indevida do acadêmico, comunicada, mediante documento escrito, pelo responsável da instituição conveniada ao Núcleo de Projetos Comunitários. Atos de indisciplina, ou conduta indevida, bem como as sanções estabelecidas para tais atos, estão considerados e previstos no Regimento Geral da PUCPR, Artigo 128 (atos de indisciplina) e Artigo 129 (penalidades).
Ao ocorrerem 3 (três) faltas consecutivas na ação social (sem justificativa plausível), o acadêmico deverá comparecer pessoalmente ao Núcleo de Projetos Comunitários para solicitar formalmente o cancelamento de sua inscrição na referida ação social. Esse procedimento se faz necessário, uma vez que a não realização acarretará na impossibilidade de efetuação de nova inscrição posteriormente (O sistema de inscrição via site não permite sobreposição de inscrições).

6) Faltas na Ação Social

A falta a uma ação social programada implicará na perda dessas horas, devendo o acadêmico comunicar a sua ausência ao responsável pela ação social, com antecedência mínima de 24 horas. Caso as faltas não possam ser repostas (o que depende de autorização dos responsáveis pelas ações), o acadêmico deverá comparecer ao Núcleo de Projetos Comunitários para preenchimento de declaração de cancelamento dos dias e carga horária não repostas.

7) Quanto à Carga Horária

O tempo de deslocamento para se dirigir ou retornar ao local onde será desenvolvida a ação social NÃO será computado para efeito de cumprimento da carga horária.
O acadêmico interessado em continuar atuando em ações sociais, mesmo após o cumprimento das 36 (trinta e seis) horas previstas, poderá fazê-lo desde que a instituição esteja de acordo e se comprometa a disponibilizar vaga.
Somente os acadêmicos que cumprirem todas as etapas do Projeto Comunitário, até 10 (dez) dias antes da data prevista para a divulgação de notas no calendário acadêmico, terão a sua carga horária computada no respectivo semestre. Caso o prazo seja excedido, as horas serão computadas no semestre seguinte, ficando o acadêmico em situação de pendência(2) com o Projeto Comunitário.

(2)    Pendência: como o acadêmico tem até o último período para finalizar o Projeto Comunitário, ficará em pendência e não na situação de dependência.

8) Acadêmicos Formandos

Os acadêmicos que estiverem cursando o último período devem impreterivelmente cumprir TODAS as etapas do Projeto Comunitário, até 10 (dez) dias antes da data prevista em calendário acadêmico para o encerramento do semestre letivo. Caso não ocorra o cumprimento desse quesito, não poderão participar das atividades de encerramento de seu curso, ficando em situação de dependência (situação de reprovação) na disciplina Projeto Comunitário.

9) O que se espera do acadêmico inscrito no Projeto Comunitário?

-    Respeito aos valores éticos e à dignidade da pessoa humana.
-    Zelo pela imagem da PUCPR, pelo cumprimento e observância do seu regimento geral.
-    Respeito à cultura e aos procedimentos das comunidades, instituições e organismos nos quais realiza as ações do Projeto Comunitário.

-    Cumprimento da ação social para a qual se inscreveu, respeitando o calendário, o horário e as orientações do responsável institucional.

-    Participação nas reuniões de planejamento e oficinas de qualificação ao Projeto Comunitário, no caso dessas serem pré-requisito ao processo de inclusão nas ações das instituições conveniadas.

-    Cumprimento da carga horária mínima prevista no Projeto Comunitário.
-    Informação ao Núcleo de Projetos Comunitários sempre que a instituição na qual desenvolve a sua ação social não esteja cumprindo as condições de trabalho estabelecidas.

10) Direitos do acadêmico inscrito no Projeto Comunitário

-    Ser informado pelo Núcleo de Projetos Comunitários, durante o processo de monitoramento e avaliação, dos procedimentos pessoais de conduta insatisfatória ou de faltas observadas em relação ao Regulamento do Projeto Comunitário.
-    Garantia de seus direitos no caso de publicação, utilização para outros fins ou menção especial de algum plano de atividade do Projeto Comunitário em que tenha participado como autor ou co-autor.

11) Outras informações importantes

-    As ações realizadas no Projeto Comunitário não precisam, necessariamente, estar vinculadas às atividades específicas da formação profissional do acadêmico.
-    As ações sociais desenvolvidas no Projeto Comunitário não equivalem a estágios acadêmicos e/ou profissionais.

-    O Núcleo de Projetos Comunitários garantirá seguro contra acidentes para os acadêmicos inscritos nas ações sociais.

-    As faltas às aulas, às provas e a não entrega de trabalhos, durante a imersão(3), e somente nestes casos, deverão ser justificadas aos Coordenadores de Cursos, por meio de declaração do Núcleo de Projetos Comunitários. As ações não definidas como imersão devem ser realizadas em horário não coincidente com o das aulas regulares, de modo a não comprometer as outras atividades acadêmicas.

(3) Imersão: modalidade de ação social em que o acadêmico passa mais de um dia no local de realização (havendo pernoite). Ex.: o acadêmico vai na segunda-feira e retorna na sexta-feira.

12) Apresentação de Propostas Alternativas de Ação Social (Projetos Internos)

Caso o acadêmico tenha interesse em propor uma ação social alternativa, poderá fazê-lo seguindo as diretrizes explicitadas em documento disponível no site do Projeto Comunitário.
As propostas devem ser apresentadas em formulário específico para este fim, também disponível no referido site, e estarão sujeitas à apreciação e avaliação do Núcleo de Projetos Comunitários.
Os casos omissos neste manual serão resolvidos pela Coordenação do Núcleo de Projetos Comunitários, em consonância com as orientações da Pró-Reitoria Comunitária.

13) Glossário

Ação Social - Atividades ofertadas pelo Núcleo de Projetos Comunitários.

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ - PUCPR

Câmpus Curitiba | Câmpus Londrina | Câmpus Maringá | Câmpus São José dos Pinhais | Câmpus Toledo | Tecnólogos - Unidade Centro - Curitiba