PUCPR

Sub Menu contents

Mobilidade Urbana

Parte 1

 

 

 

Você já imaginou como seria sua vida sem os meios de transporte? E se os pontos de ônibus não fossem colocados em um lugar conveniente? E se as ruas não tivessem nomes? Calçadas, semáforos, faixas de pedestres, parques, áreas de lazer e inúmeras outras coisas sem as quais a nossa vida seria no mínimo muito mais complicada.

Graças à gestão urbana, essa infraestrutura pode ser incorporada à vida nas pequenas, médias e grandes cidades do Brasil e do mundo. Cidadãos conscientes e preocupados com o desenvolvimento estão constantemente pensando em soluções práticas para facilitar a vida da população. Esse é um dos grandes desafios do século XXI e a base de mais um PUC Ciência, que dessa vez vai tratar de Mobilidade Urbana.

Saiba mais

Parte 2

 

 

 

Foi em 1948 que duas grandes fábricas de bicicletas iniciaram suas atividades no Brasil, porém na década de 50 com o boom da atividade automobilística e o baixo custo da gasolina, os carros tomaram conta das ruas e as bicicletas foram deixadas de lado por aqui. Enquanto isso, em outros países seu uso era constantemente incentivado por ser um meio de transporte econômico, rápido, prático e menos poluidor.

Com o passar dos anos e o crescimento da população, o número de veículos motorizados circulando contribuiu significativamente para criar um caos urbano. Na tentativa de reverter essa situação o uso da bicicleta é fundamental em diversos países e vem ganhando destaque também no Brasil.

Saiba mais

Parte 3

   

 

Cerca de 3 milhões de passageiros por dia, atendidos por uma frota de 2300 ônibus, que fazem parte de um sistema integrado de transporte. Pagando uma tarifa única, o passageiro pode trocar de ônibus nos 36 terminais e nas 364 estações tubo espalhadas pela cidade, onde um cobrador recebe antecipadamente a passagem. Esse é o sistema de transporte de Curitiba, reconhecido internacionalmente como uma eficiente solução de mobilidade urbana. O sistema da capital paranaense serviu de inspiração para países como Colômbia, Chile, Panamá, Guatemala, México e Estados Unidos.

Implantado nos anos 70 para baixar custos e melhorar a qualidade do transporte de massa, o sistema de Curitiba criou canaletas exclusivas para a circulação de ônibus. O sistema expresso é operado por ônibus chamados articulados e biarticulados. Circulando apenas nas vias expressas, os ônibus não enfrentam congestionamentos e param somente para embarque e desembarque tornando a viagem mais rápida. 

Saiba mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ - PUCPR

Câmpus Curitiba | Câmpus Londrina | Câmpus Maringá | Câmpus São José dos Pinhais | Câmpus Toledo | Tecnólogos - Unidade Centro - Curitiba