PUCPR

Sub Menu contents

Ex-aluna de Pós-Graduação de Saúde Coletiva da PUCPR vence prêmio nacional de incentivo à promoção ao uso racional de medicamentos do ministério da saúde

Estruturação da Assistência Farmacêutica e redução de processos judiciais para fornecimento de medicamentos garantiram primeiro lugar pelo segundo ano consecutivo para o trabalho realizado pela ex-aluna

De todos os trabalhos inscritos no Prêmio Nacional de Incentivo ao Uso Racional de Medicamentos, na categoria I - Experiência Bem Sucedida de Profissionais nos Serviços de Saúde, promovido pelo Ministério da Saúde, Melissa Spröesser Alonso, ex-aluna da Pós-Graduação em Saúde Coletiva da PUCPR, ficou em primeiro lugar.
A premiação ocorreu no último dia 15, durante o IV Congresso Brasileiro de sobre o Uso Racional de Medicamentos, no Centro de Convenções da Bahia, Salvador.

O trabalho de Melissa com o título “Atenção Farmacêutica na diminuição da prescrição e do uso irracional de medicamentos na judicialização do SUS” descreveu os avanços alcançados após a implantação do acompanhamento técnico dos processos de ação judicial, qualificando a dispensação, reduzindo o uso inadequado de medicamentos por esta via, diminuindo gastos e fornecendo alternativas de tratamentos preconizados pela Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME), com garantia de segurança e eficácia terapêutica.

O trabalho demostra que, simples ações, como a minuciosa avaliação dos processos e o fornecimento de subsídios técnicos à Assessoria Jurídica, podem reduzir notavelmente os gastos com a compra de medicamentos, insumos e dietas fornecidos por esta via, pois muitos processos solicitam o fornecimento de medicamentos não seguindo critério algum, tendo um valor extremamente elevado, e benefícios menores aos medicamentos preconizados pelo Ministério da Saúde, através da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME).

Há casos até mesmo de terapias experimentais que não possuem estudos clínicos de eficácia e segurança, trazendo assim risco iminente à saúde do paciente.

Além da redução de gastos, observa-se também que, após a implantação da Atenção Farmacêutica na dispensação por via judicial, os pacientes se conscientizaram sobre a utilização adequada e racional de medicamentos.
A ação farmacêutica no enfrentamento desse problema foi imprescindível à promoção do uso racional de medicamentos e destinação de recursos previstos para áreas prioritárias e atendimento do SUS, pois permitir que algumas poucas pessoas tenham acesso a tratamentos excepcionais custeados pelo ente público, sem garantir que todas as pessoas na mesma situação tenham acesso ao mesmo benefício, constitui violação direta ao princípio de acesso igualitário aos serviços da saúde.

Na edição anterior do prêmio, o trabalho de Melissa já havia sido primeiro colocado na mesma categoria com o tema: Estratégias Adotadas pelo Município Visando a Garantia de Adesão ao Uso Racional de Medicamentos, também de autoria das farmacêuticas.

“Ter o reconhecimento do Ministério da Saúde por dois anos consecutivos, demonstra que as ações de Assistência Farmacêutica realizadas com o apoio do Secretário de Saúde no período, Paulo Eugenio Pereira Junior, e a brilhante contribuição de todos os profissionais de saúde envolvidos no processo, impactam positivamente na melhoria das condições de saúde da população de Mauá”, afirma Melissa Spröesser Alonso que respondia pela coordenadoria do setor.
 
Durante o congresso também ocorreu o lançamento do livro publicado pelo Ministério da Saúde contendo o trabalho premiado de Melissa na edição anterior do prêmio.



Publicado em: 20/08/2012Página Anterior



Notícias Relacionadas:

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ - PUCPR

Câmpus Curitiba | Câmpus Londrina | Câmpus Maringá | Câmpus São José dos Pinhais | Câmpus Toledo | Tecnólogos - Unidade Centro - Curitiba