PUCPR

Sub Menu contents

Escola de Saúde Agrociências e Biotecnologia

Engenharia Florestal - Curitiba e São José dos Pinhais

Contato

Coordenador: Márcio Coraiola
E-mail: marcio.coraiola@pucpr.br
Telefone:(41) 3271-1400 / (41) 3271-1534 (Curitiba)

Secretária: Eliane Aparecida Teixeira
E-mail: teixeira.eliane@pucpr.br
Telefone: 3271-2268

Vídeo do curso

Período

Duração: 5 anos
manhã

Informativo

Informamos que para ingressantes a partir de 2013, o curso de Engenharia Florestal do câmpus São José dos Pinhais passou a ser ofertado predominantemente no câmpus Curitiba. Algumas aulas práticas poderão ocorrer no câmpus São José dos Pinhais e Fazenda Experimental Gralha Azul. As turmas em andamento no câmpus São José dos Pinhais não são afetadas. 

Informações gerais

A profissão
O Engenheiro Florestal deve possuir visão integral, formação cientifica, técnica e cultural para conciliar desenvolvimento industrial e tecnológico com conservação e preservação do ambiente natural. Os profissionais devem ser capazes de avaliar o potencial biológico dos ecossistemas florestais, planejar e organizar o seu aproveitamento racional de forma sustentável e garantir sua perpetuação com a manutenção das formas de vida animal e vegetal. Atualmente, em virtude da globalização e demanda crescente de produtos de origem florestal, o papel do Engenheiro Florestal na sociedade é de suma importância, considerando que o Brasil possui cerca de 30% das florestas tropicais do mundo e plantações florestais de altíssima produtividade.

Mercado de trabalho
O ambiente natural tornou-se um dos temas mais relevantes para a humanidade neste início de milênio. Nas três últimas décadas, os desafios da proteção, da conservação e do uso sustentável do patrimônio natural, em todas as suas escalas, têm mobilizado os organismos multilaterais, os governos nacionais, a sociedade civil, as empresas e a comunidade científica. Neste contexto é fundamental o papel das florestas e do setor florestal brasileiro, que tem como função induzir o desenvolvimento sócio econômico do país, e contribuir para a manutenção de um alto nível da diversidade biológica e do equilíbrio ambiental.

As atividades ligadas ao setor florestal são responsáveis pela geração de uma importante parcela do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, assim como a geração de um grande número de empregos.

A profissão de Engenheiro Florestal é relativamente recente no país. As grandes empresas do setor e órgãos públicos sempre foram os maiores empregadores dos profissionais de Engenharia Florestal durante muito tempo. Atualmente, frente à nova realidade do mercado, onde a competitividade e a concorrência pressionam cada vez mais os novos profissionais, espera-se dos engenheiros florestais, uma formação integral, com conhecimentos gerais nas mais diversas áreas, fugindo um pouco do perfil do antigo técnico, preparado apenas para resolver questões específicas da sua área tradicional de atuação.

Nas empresas, de um modo geral, o Engenheiro Florestal tem atuado como responsável técnico pela produção florestal, desde o plantio da floresta, seu manejo até o corte e a utilização da madeira. Atualmente, são raros os engenheiros florestais atuantes na área de gestão de empresas como administradores florestais. Essa função, na sua grande maioria, é ocupada por administradores e economistas, cuja formação é toda voltada para tal atuação, mas poucos conhecem profundamente a área florestal. A formação de um profissional com competência técnica na área florestal e com conhecimentos amplos em gestão de empresas o colocaria em destaque para preenchimento dessa lacuna deixada pelos atuais profissionais.

O curso
O Curso tem duração de 5 anos (semestral) e em período diurno (manhã). O currículo pode ser dividido em cinco grandes áreas do conhecimento: Ciências do Ambiente, Silvicultura, Manejo Florestal, Tecnologia e Industrialização da Madeira e Gestão de Empresas.  A estrutura curricular do curso prevê, além de todas as disciplinas básicas, profissionalizantes e complementares exigidas pelas diretrizes curriculares nacionais, várias atividades fundamentais para a plena formação do estudante, com destaque ao trabalho de conclusão de curso, o estágio curricular obrigatório e as atividades complementares.

Laboratórios*

O curso conta com diversas unidades e laboratórios, utilizados para ensino e pesquisa, localizados nos Câmpus de Curitiba e de São José dos Pinhais. Todos os laboratórios possuem funcionários laboratoristas permanentes que auxiliam no desenvolvimento das atividades práticas, prezando pelas normas de utilização de cada um dos laboratórios. 

Dentre os principais laboratórios, destacam-se: Laboratório de Desenho e Topografia, Laboratório de Química e Nutrição Mineral de Plantas, Laboratório de Morfologia, Fitopatologia e Entomologia, Laboratório de Física, Laboratório de Bioquímica, Laboratório de Informática, Laboratório de Geoprocessamento, Laboratório de Microbiologia, Complexo de Laboratórios da Madeira, Laboratório de Sementes, além do Viveiro Florestal de São José dos Pinhais.

Os laboratórios foram especialmente concebidos para atuarem como  unidades de aprendizado, e contam com os mais modernos equipamentos e tecnologias, onde os alunos poderão exercitar e desenvolver suas aptidões e habilidades nas inúmeras áreas em que o profissional da engenharia florestal possa atuar.

Além dos laboratórios disponíveis, os estudantes contam com uma estrutura invejável para realização das aulas práticas, utilizando-se da Fazenda Experimental Gralha Azul (FEGA), localizada na região metropolitana de Curitiba, que possui diversas unidades acadêmicas, com destaque à Estação Meteorológica e à Usina Piloto para Extração e Purificação de Óleos Essenciais.

O Curso conta com uma biblioteca especializada, com acervo atualizado e de elevada qualidade, totalmente informatizada e interligada com os demais câmpus da universidade.

Por que fazer Engenharia Florestal na PUCPR?
A PUCPR conta atualmente com uma das melhores estruturas do país na área florestal. Nosso currículo encontra-se totalmente adaptado à legislação vigente, contemplando as grandes áreas da Engenharia Florestal, além de todas as disciplinas de formação básica.  Várias unidades de grande potencial florestal estão disponíveis e servem de laboratório para os estudantes. O profissional formado terá um perfil arrojado e atual, com amplo conhecimento nas principais áreas da Engenharia Florestal, somando-se a essas, atribuições específicas na área administrativa, econômica e de empreendedorismo, o que o habilitará a ocupar cargos de confiança no gerenciamento da produção de empresas florestais em grandes centros urbanos.

 

* Para ingressantes a partir de 2013, os cursos do Câmpus SJP são ofertados predominantemente no Câmpus Curitiba. Algumas aulas práticas poderão ocorrer no Câmpus São José dos Pinhais e Fazenda Experimental Gralha Azul, com transporte disponibilizado aos alunos sem custo integral.

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ - PUCPR

Câmpus Curitiba | Câmpus Londrina | Câmpus Maringá | Câmpus São José dos Pinhais | Câmpus Toledo | Tecnólogos - Unidade Centro - Curitiba